PUBLICIDADE

Política

Carro do Exército com militar investigado por tentativa de golpe é apreendido na PF

26 fev 2024 - 18h39
Compartilhar
Exibir comentários

Um carro do Exército foi apreendido após entrar no estacionamento da Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro com sinais de adulteração na placa de identificação. A viatura administrativa foi usada para levar o tenente coronel Sergio Ricardo Cavaliere de Medeiros para prestar depoimento na quinta-feira, 22, em investigação sobre a tentativa de golpe de Estado.

As placas do carro utilizado por Cavaliere não tinham a primeira letra e o último número. O veículo foi apreendido pela PF e um inquérito policial militar foi aberto pelo comando do Exército para apurar o caso.

Segundo o Exército, uma "averiguação preliminar" indica que as letras e os números faltantes nas placas podem ter "sido desconfigurados pelo descolamento de uma película protetora".

"Uma averiguação preliminar indica a possibilidade de não ter havido dolo ou intenção de adulterar a placa, cujos caracteres teriam sido desconfigurados pelo descolamento de uma película protetora. A situação do Tenente Coronel Cavaliere não tem qualquer relação com o estado de conservação do veículo e de seus acessórios, que fica a cargo da equipe de manutenção, assim como do motorista da viatura, ambos, alvos do inquérito aberto em função do incidente", diz o Exército.

O tenente-coronel Cavaliere foi alvo da Operação Tempus Veritas que apura a organização criminosa responsável por atuar em tentativa de golpe de Estado e abolição do Estado Democrático de Direito, depois das eleições de 2022.

De acordo com a investigação, Cavaliere integraria o núcleo da organização criminosa responsável por organizar reuniões de planejamento e execução de medidas para manter manifestações em frente aos quartéis, incluídos a mobilização, a logística e o financiamento de militares das forças especiais, em Brasília.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade