PUBLICIDADE

Amaggi adquire 350 caminhões da Scania, sendo 100 adaptados para rodar com 100% de biodiesel

7 nov 2023 - 08h58
Compartilhar
Exibir comentários

A Amaggi, maior empresa brasileira de grãos e fibras, anunciou nesta terça-feira que adquiriu 350 caminhões da Scania, sendo 100 veículos adaptados para rodar com biodiesel puro (B100) produzido pela própria companhia, que inaugurou uma fábrica do biocombustível neste ano em Mato Grosso.

O movimento da empresa, que projeta ter a maior frota rodoviária movida a biodiesel B100, após testes homologados, faz parte da estratégia de descarbonização do grupo, em linha com sua meta de reduzir as emissões de gases de efeito estufa até 2035, disse o CEO da Amaggi, Judiney Carvalho.

"Olhamos para o futuro, com a ampliação não só da frota rodoviária movida a B100, mas também com a extensão do uso desse combustível para frota fluvial, de tratores e outros maquinários agrícolas que há anos já vêm sendo testados pela Amaggi", destacou Carvalho, em nota antecipada pela empresa à Reuters.

"Sonhamos em ter toda nossa frota um dia 100% abastecida com biodiesel e vamos preparar a empresa para isso", completou.

Os 100 veículos modelo 500 R 6x4 Super movidos a B100 devem ser entregues a partir de maio do próximo ano, já saindo prontos da Scania para rodar com esse tipo de combustível.

O B100 utilizado pela Amaggi na frota será proveniente da fábrica de biodiesel da companhia, que entrou em operação em 2023 em Lucas do Rio Verde (MT), onde a empresa já opera uma indústria esmagadora de soja, cujo óleo é a matéria-prima do biocombustível.

A fábrica, com capacidade estimada de produzir 368 milhões de litros de biodiesel por ano, atende também o mercado brasileiro, que mistura mandatoriamente 12% do biocombustível no diesel.

O anúncio da Amaggi veio dias depois de a JBS ter divulgado o início de um projeto para uso de B100 em sua frota, que começou com três veículos da montadora holandesa DAF. A gigante global do setor de carnes planeja abastecer os veículos com combustível produzido em sua unidade de produção de biodiesel no Brasil.

AUMENTO DA FROTA

A Amaggi, que produz cerca de 1,2 milhão de toneladas de soja, milho e algodão anualmente e comercializou em 2022 cerca de 18,6 milhões de toneladas desses produtos em todo o mundo, anunciou ainda a aquisição de outro lote de 250 caminhões convencionais 560 R 6x4 Super, da Scania.

Com isso, a frota da caminhões do grupo, atualmente de 700 unidades, deve fechar o ano de 2024 com 1.100 veículos, segundo a Amaggi.

O valor da aquisição dos veículos não foi divulgado.

"Trata-se de uma grande compra histórica para impactar o mercado, pois é a nossa primeira venda de caminhões 100% movidos a biodiesel originais de fábrica. A Amaggi e a Scania mostram o quanto estão preocupadas em viabilizar um ecossistema de transporte mais sustentável", disse o presidente e CEO das Operações Comerciais da Scania no Brasil, Simone Montagna.

Segundo o executivo, "todo o ciclo sustentável está completo", pois a fábrica de biodiesel é da própria Amaggi. "Os testes foram satisfatórios e o veículo está plenamente preparado para receber o combustível", disse.

Montagna destacou ainda que o lote de veículos convencionais, formado pelos caminhões 560 Super, oferece até 28% de economia de combustível sobre a geração anterior, além de uma eficiência energética superior, emitindo menos gases poluentes.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade