PUBLICIDADE

SC: mulher é presa suspeita de fazer comentários racistas durante filme: ‘Quanto preto no cinema’

Suspeita foi denunciada pela pessoa que estava sentada ao lado dela; sessão era do filme 'Bob Marley: One Love', em Balneário Camboriú

1 mar 2024 - 20h48
(atualizado às 23h12)
Compartilhar
Exibir comentários
Mulher é presa suspeita de fazer comentários racistas durante filme: ‘Quanto preto no cinema’.
Mulher é presa suspeita de fazer comentários racistas durante filme: ‘Quanto preto no cinema’.
Foto: Reprodução/Twitter

Uma mulher, que não teve o nome revelado, foi presa em flagrante na última quarta-feira, 28, suspeita de cometer racismo durante uma sessão de cinema em Balneário Camboriú, Santa Catarina. Imagens do momento em que ela foi abordada por policiais militares circularam nas redes sociais. 

O caso aconteceu durante a exibição do filme Bob Marley: One Love, sobre a vida do astro do reggae. De acordo com a vítima, ele e uma amiga se sentaram para assistir ao filme quando a mulher, que estava sentada na poltrona ao lado, olhou para eles e começou a fazer comentários racistas. 

“A gente entrou, se sentou e, do nada, um casal que estava sentado do nosso lado esquerdo começou a me olhar diferente. Ela me olhou diferente. Daqui a pouco, ela falou: 'Olha só! Nossa, que engraçado, né? Antes não tinha preto no cinema, hoje tem tantos pretos'”, disse o denunciante. 

Ele conta que estranhou o comentário e questionou a mulher. “Eu perguntei: 'É sério isso que você tá falando?'. Minha amiga se levantou e também questionou a mesma coisa. E ela disse: 'Antigamente não tinha preto no cinema, hoje tem'. E eu falei: 'Então, você está me dizendo que no cinema não podem pessoas negras? É isso?'. No fim, ela disse: 'Entenda como você quiser'”, relembra. 

Ele chamou a Polícia Militar, e a mulher foi presa em flagrante e encaminhada a uma delegacia. No dia do suposto crime, a suspeita disse à PM que não queria ofender ninguém. 

Nesta sexta-feira, 1º, a prisão em flagrante foi cancelada. Ao Terra, a Polícia Civil confirmou a decisão, mas informou que o caso será investigado. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade