PUBLICIDADE

Presidente da Federação Espanhola critica postura de Javier Tebas no caso de racismo ao Vinicius Júnior: 'Comportamento irresponsável'

Em entrevista coletiva, Luis Rubiales demonstrou apoio ao Vinícius Júnior

22 mai 2023 - 12h36
(atualizado às 12h46)
Compartilhar
Exibir comentários

O presidente da Federação Espanhola (RFEF), Luis Rubiales, compareceu em entrevista coletiva, na manhã desta segunda-feira (22), para falar sobre o racismo sofrido por Vinícius Júnior. O caso aconteceu neste domingo (21), na partida contra o Valencia, na derrota do Real Madrid por 1 a 0, pela La Liga.

Luis Rubiales demonstrou apoio ao jogador brasileiro e criticou a postura do presidente da La Liga, Javier Tebas, por ter rebatido Vinícius e sua denúncia.

- Quero fazer uma declaração institucional. Decidi aparecer como o chefe do futebol espanhol. Esta é uma questão que assumiu uma dimensão para além do futebol. O que aconteceu ontem, e não é a primeira vez, me levou a aparecer e dar uma explicação - iniciou.

- Temos um problema de comportamento, educação e racismo no nosso país. A primeira coisa é reconhecê-lo. Enquanto houver uma pessoa indesejável que insulta por causa da condição sexual, cor da pele ou credo, temos um problema sério que mancha todo um time, torcedores, clube ou país - disse.

- Também quero pedir que ignorem o comportamento irresponsável do presidente de LaLiga, que entra nas redes sociais se envolvendo com um jogador que algumas horas antes havia recebido graves insultos racistas. Os gestores não estão aqui para se envolver em redes sociais, estamos aqui para resolver problemas. Não era a hora.

Luis Rubiales também aproveitou para enviar um recado ao presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, convocando para uma reunião e checagem do trabalho de combate ao racismo por parte da Federação Espanhola.

- Quero pedir ao presidente da CBF que venha na casa da RFEF ou irei para Brasil. Convido o presidente da CBF a checar, verificar, propor e ver in loco o que a RFEF está fazendo para resolver esse problema - afirmou.

ENTENDA O CASO

Durante o segundo tempo da partida entre Valencia e Real Madrid, parte da torcida começou a entoar cânticos racistas. Aos 27 minutos, Vinícius Júnior identificou um torcedor, discutiu severamente e denúnciou ao árbitro, que nada fez. Em seguida, grande parte do estádio gritou por 'macaco' direcionando ao brasileiro. A partida ficou paralisada e só foi retomada após o sistema de som pedir para que parassem com os atos racistas.

No final da partida, mais uma confusão. O goleiro Mamardashvili iniciou uma briga com Vinícius Júnior e o atacante Hugo Duro aplicou um 'mata-leão' no jogador, além de empurrões. Ao reagir, Vini Jr acertou um tapa no rosto do adversário e foi expulso, após análise do VAR. As câmeras da cabine dos árbitros não mostraram as ações dos jogadores do Valencia com o camisa 20.

Luis Rubiales demonstrou apoio ao jogador brasileiro e criticou a postura do presidente da La Liga, Javier Tebas, por ter rebatido Vinícius e sua denúncia
Luis Rubiales demonstrou apoio ao jogador brasileiro e criticou a postura do presidente da La Liga, Javier Tebas, por ter rebatido Vinícius e sua denúncia
Foto: Lance!
Lance!
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade