PUBLICIDADE

Orientação sexual: o que é e diferenças para identidade de gênero

Entenda quantos tipos de orientação sexual existem e como o conceito difere de identidade de gênero e sexo biológico

7 jun 2023 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Pessoas intersexo foram incluidas na sigla LGBTQIA+ há 3 anos
Pessoas intersexo foram incluidas na sigla LGBTQIA+ há 3 anos
Foto: iStock

Transgênero, não binários, cisgênero, pansexual, heterossexual, homossexual, bissexual, assexual. Você provavelmente já ouviu estes termos, e deve escutá-los com ainda mais frequência durante junho, Mês do Orgulho LGBTQIA+ e quando são realizados eventos que chamam atenção para a luta por direitos da comunidade, como a Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. Só que, para aqueles que ainda não estão totalmente familiarizados com cada orientação sexual e as diferentes identidades de gênero que existem, essas palavras ainda podem gerar um pouco de confusão. 

Se é o seu caso, o Terra traz um guia para entender os conceitos e saber as diferenças de cada uma delas, o que é fundamental para tornar a sociedade mais inclusiva. 

Antes de tudo, é importante lembrar que a população LGBTQIA+ é composta por pessoas de múltiplas orientações sexuais, além de distintas identidades e expressões de gênero. Dentro do "guarda-chuva" LGBTQIA+, há questões relacionadas à orientação sexual, à identidade e expressão de gênero e ao sexo biológico. Agora, sem desespero! Abaixo, detalhamos e exemplificamos cada um. 

O que é orientação sexual?

A orientação sexual de uma pessoa é definida pela atração sexual que ela sente. É possível que uma pessoa sinta atração pelo mesmo gênero que ela, pelo gênero oposto, por mais de um gênero, ou sinta atração por outra pessoa, independente de seu gênero. Ainda é possível que não haja ou haja pouca atração sexual por outras pessoas. 

É correto dizer opção sexual?

"Opção sexual" é um termo inadequado e não deve ser utilizado. O motivo é porque ninguém escolhe sua orientação sexual: ela é involuntária e inerente, ou seja, nascemos com ela e não é possível trocá-la. 

Ainda assim, uma confusão comum se deve ao fato de algumas pessoas descobrirem, já com muitos anos de vida, que sentem atração por gêneros que anteriormente não a atraíam. Nestes casos, ela não "trocou" sua orientação sexual - e nem "optou" por se relacionar sexualmente ou afetivamente com outro gênero -,mas, sim, se conheceu melhor e se entedeu de outra maneira.

O que é identidade de gênero?

O gênero é um conceito cultural e social que dita papéis e características que a sociedade espera de homens, mulheres e outras identidades. A identidade de gênero refere-se à forma como uma pessoa se identifica, e não necessariamente ao gênero que lhe foi designado ao nascer. Portanto, é possível que uma pessoa escute durante a infância que é um homem, mas, em seu interior, não se enxerga desta maneira.  

O que é sexo biológico?

O sexo biológico é baseado em atributos físicos e reprodutivos de uma pessoa, como genitália, cromossomos sexuais e características hormonais. É uma forma de designar o gênero (ou seja, de tentar determinar quais papéis sociais a pessoas assumirá ao longo de sua existência) logo após o nascimento de bebês. Nesta hora, a equipe médica afirma, olhando para as características físicas, se a criança se trata de um macho ou uma fêmea. 

Diferentes identidades de gênero e orientações sexuais se reúnem na Parada do Orgulho LGBTI+ em São Paulo
Diferentes identidades de gênero e orientações sexuais se reúnem na Parada do Orgulho LGBTI+ em São Paulo
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Quantos tipos de orientação sexual existem?

Entender o conceito do sexo biológico é importante para, então, compreender as diferentes orientações sexuais existentes. 

Heterossexual

É a pessoa que tem atração pelo gênero oposto ao seu. Um homem que tem atração exclusivamente por mulheres é uma pessoa heterossexual, assim como uma mulher que possui atração por homens. 

Homossexual

É uma pessoa que tem atração pelo mesmo gênero: homens que se atraem por homens, e mulheres que se atraem por mulheres. Um mito comum sobre homens gays e mulheres lésbicas é o de que o primeiro grupo possui características femininas, enquanto o segundo, características masculinas. Embora isso seja verdade em muitos casos, é importante estabelecer que nenhuma orientação sexual depende da maneira como a identidade de gênero é perfomada. Em outras palavras, há mulheres lésbicas que têm caracterísicas mais femininas e outras mais masculinas. Da mesma forma, há mulheres heterossexuais com características mais masculinas - e que nem por isso são "menos hétero".

Bissexual

As bissexuais são aquelas pessoas que se relacionam e se atraem sexualmente e/ou afetivamente com pessoas do mesmo gênero que o seu e também de gêneros diferentes.

Pansexual

Uma pessoa pansexual é aquela que não define a sua sexualidade pela atração ao gênero: A cantora Preta Gil, por exemplo, disse em 2020: “Gosto de gente […] Acho que sou pansexual”.

Um dos preconceitos que tanto bissexuais quanto pansexuais sofrem está relacionado ao mito de que estão confusas com sua sexualidade e que, em algum momento, "escolherão" um gênero apenas, o que não é verdade. 

Assexual 

A assexualidade é uma orientação sexual cuja principal característica é a falta de atração ou a pouca atração sexual por outra pessoa, independente de seu gênero. No entanto, uma pessoa pode ser assexual e ter afeto por outras pessoas. É possível, por exemplo, uma pessoa assexual ser homorromântica, o que signifca que sente pouca ou nenhuma atração sexual, mas se apaixona por pessoas do mesmo gênero que o seu.

Siglas LGBTQIA+
Siglas LGBTQIA+
Foto: Arte/Gabriel Moraes/Terra

Tipos de identidade de gênero

Com as orientações sexuais em mente e o conceito de sexo biológico explicado, vale a pena explorar os tipos de identidade de gênero para referir-se corretamente às pessoas. 

Cisgênero 

Uma pessoa cisgênera é aquela que se identifica com o sexo biológico que lhe foi atribuído ao nascer. Uma mulher cisgênero é aquela que, ao nascer a equipe médica olhou suas características biológicas e determinou que eram femininas, e hoje, ela se identifica com o gênero feminino. 

Já um homem cisgênero é aquele que se identifica com o sexo masculino, o mesmo que lhe foi atribuído ao nascer.

Transgênero

Uma pessoa transgênero é aquela com uma identidade de gênero diferente do sexo que lhe foi atribuído no nascimento. Ou seja, uma pessoa transgênero pode ter nascido com um corpo que é classificado como masculino ou feminino. Porém, ela se enxerga como o gênero oposto.

Para exemplificar: uma mulher transgênero é uma pessoa que foi designada com o sexo masculino ao nascer, só que hoje se identifica como mulher. Um homem transgênero é aquele que foi designado como mulher ao nascer, mas hoje se identifica como homem. 

A transgeneridade não tem a ver com a orientação sexual. É possível existirem mulheres trans lésbicas (que se atraem por mulheres) e homens trans heterossexuais (que se atraem por mulheres). 

A transgeneridade também não tem relação com o órgão sexual. Esta questão é particular de cada pessoa e é rude perguntá-la sem que a pessoa tenha dado intimidade para fazê-lo.

Não-binário

Por muito tempo, foram aceitas socialmente apenas as pessoas que se enxergavam neste espectro binário: homem ou mulher. No entanto, há pessoas que não se enxergam de totalmente destas maneiras. 

Não-binário é um termo para se referir a pessoas que não se identificam com estes dois gêneros. Em outras palavras, uma pessoa que não se entende exclusivamente como homem ou mulher. As pessoas não-binárias podem se identificar como tendo uma mistura de características masculinas e femininas, como uma identidade de gênero fluida - com momentos mais masculinos e outros mais femininos -, ou simplesmente não se identificarem com nenhum gênero em particular.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade