PUBLICIDADE

Luana Piovani responde críticas após anunciar live sobre maternidade atípica: "Isso se chama inclusão"

Atriz fará transmissão com a jornalista Debora Saueressig, mãe de uma criança autista, e também com a psicóloga Mayra Gaiato

10 abr 2024 - 12h24
(atualizado às 12h25)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Luana Piovani irá fazer uma transmissão no Instagram para mães atípicas sobre o adoecimento na maternidade atípica nesta quinta-feira, 11. Após o anúncio, ela recebeu críticas de internautas.
"De onde vocês tiraram que só mães atípicas têm que ter conhecimento sobre tantas coisas que fazem parte de uma mãe atípica?", disse Luana Piovani
"De onde vocês tiraram que só mães atípicas têm que ter conhecimento sobre tantas coisas que fazem parte de uma mãe atípica?", disse Luana Piovani
Foto: Reprodução: Instagram/luapio

A atriz Luana Piovani, 47 anos, usou as redes sociais para responder às críticas que recebeu após anunciar uma live no Instagram para mães atípicas, com o tema "o adoecimento na maternidade atípica". Internautas argumentaram que Luana "não tinha lugar de fala" para promover esse encontro.

"Luana Piovani? Temos muitas mães atípicas com voz e com lugar de fala para nos representar", escreveu uma mulher. "Porque não dar voz às mães atípicas tão invisibilizadas?", escreveu outra internauta.

Luana irá fazer a transmissão com a jornalista Debora Saueressig, mãe de uma criança autista, e também com a psicóloga e neurocientista Mayra Gaiato nesta quinta-feira, 11, às 12h.

11 famosas que falam a real sobre maternidade 11 famosas que falam a real sobre maternidade

"É sério isso que as pessoas estão achando ruim eu fazer uma live sobre mães atípicas amanhã?" iniciou Luana. "Eu estou tão chocada com as pessoas falando: 'Por que que a Luana Piovani vai fazer uma live sobre mães atípicas? Ela não tem lugar de fala, deveria ser não sei quem."

Segundo a atriz, ela está "promovendo milagres através das suas redes sociais". "Eu estou unindo uma mãe atípica e uma estudiosa e especialista no assunto. De onde vocês tiraram que só mães atípicas têm que ter conhecimento, saber do fardo e ter entendimento sobre tantas coisas que fazem parte de uma mãe atípica?", afirmou.

"Isso se chama inclusão, empatia. A dor do outro é a minha. Ela não tem que ser igual a mim para a dor dela me doer. E vocês acham ruim. Cara, como falta o despertar na mulher", continuou.

Luana Piovani ainda disse que as pessoas deveriam divulgar a transmissão para mães atípicas e típicas que, mesmo sem ter filhos com deficiência, assim como ela, querem entender mais sobre a maternidade atípica. "Eu quero que os meus filhos convivam com todas as crianças, que saibam lidar e entender [crianças atípicas]", disse.

"Quem for esperto, interessado, inteligente e amoroso vai estar lá na live com a gente. E se vocês não quiserem, se vocês estiverem achando ruim, é só não assistir", finalizou.

Fonte: Redação Nós
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade