PUBLICIDADE

Brasil bate recorde de mudança de gênero em cartórios em 2023

No total foram 3.908 retificações, maior número em cinco anos

26 dez 2023 - 10h44
Compartilhar
Exibir comentários
 3.908 pessoas realizaram mudança de gênero nos documentos oficiais no Brasil em 2023
3.908 pessoas realizaram mudança de gênero nos documentos oficiais no Brasil em 2023
Foto: Vergani_Fotografia/Istock

A Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil) divulgou nesta segunda-feira, 25, os dados parciais de alterações de gênero no registro civil. Os números apontam um recorde nos últimos cinco anos. 

No total 3.908 pessoas fizeram a alteração, sendo que 94% delas também alteraram os nomes. A maioria das mudanças se deu do gênero masculino para o feminino, com um total de 2.169 alterações. Já do gênero feminino para o masculino foram 1.512.

O número parcial deste ano já é  246% maior do que em 2018, quando o  Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que a troca poderia ser feita sem a necessidade de autorização judicial ou de cirurgia de redesignação de sexo. Em 2021, 1.863 pessoas realizaram a troca de gênero em seus registros civis e, em 2022, que detinha o recorde até o momento, foram 3.165.

Entenda a polêmica do novo RG envolvendo a comunidade trans  Entenda a polêmica do novo RG envolvendo a comunidade trans

"Estamos falando da dignidade da pessoa humana, da vida privada, da intimidade e de direitos iguais", afirmou o presidente da Arpen-Brasil, Gustavo Fiscarelli, para colunista da Folha de S. Paulo Mônica Bergamo. 

"A decisão a favor das pessoas trans foi muito importante para o movimento LGBTQIA+, mas, sobretudo, para trazer esse olhar da dignidade à questão do nome. O Estado não pode interferir na sua individualidade", explicou ainda o presidente.

Fonte: Redação Nós
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade