PUBLICIDADE

Alunos homenageiam professora vítima de transfobia no CE

Educadora foi vítima de transfobia em loja de roupas e foi recebida com muito carinho ao retornar para a escola

11 jun 2022 05h00
| atualizado em 18/6/2022 às 10h45
ver comentários
Publicidade
Alunos da professora Jhosy preparam uma homenagem surpresa
Alunos da professora Jhosy preparam uma homenagem surpresa
Foto: Reprodução

Um ato de amor marcou a EEM Padre Coriolano, de Pacajus, no Ceará, na última quarta-feira (8).  Alunos da professora de espanhol Jhosy Gadêlha, de 34 anos, prepararam uma linda homenagem para recebê-la após a docente ter sido vítima de transfobia em uma loja de roupas.

Em entrevista para a revista "Marie Clarie", Jhosy afirmou que o caso ocorreu em uma loja de moda evangélica. "Queria uma saia para baixo do joelho e fui em uma loja específica de roupas evangélicas femininas”, contou.

Porém, ao sair do provador, a professora começou a conversar com uma senhora, que a tratou com o pronome masculino. “Eu até tentei me controlar, mas estava me sentindo incomodada e ela continuava com os ataques e me falava ‘você sabe que pessoas como você não agradam a Deus e vão para o inferno’”.

A professora relatou para a coordenação da escola todo o caso e afirma ter recebido todo o apoio da escola. Jhosy foi liberada do trabalho por dois dias e incentivada também a não se calar e a buscar os seus direitos. No seu retorno, na quarta, Jhosy foi surpreendida com cartazes, aplausos e muitas mensagens.

"Foi a coisa mais linda do mundo. Era um corredor de amor e empatia e eu fiquei sem reação, me tremia toda. Eles me deram um abraço coletivo e o gesto se repetiu com as turmas da tarde e da noite”.

“Ali foi onde percebi que vim para a Terra com a missão de encorajar pessoas a serem quem quiserem e serem felizes dessa forma", completou a professora.
 

Fonte: Redação Nós
Publicidade
Publicidade