PUBLICIDADE

GTA 5 | Detalhes sobre DLC cancelado e Bully 2 são encontrados no código do jogo

Código vazado de GTA 5 traz menções a conteúdos não lançados, incluindo o tão esperado DLC da campanha

22 nov 2023 - 12h01
(atualizado às 16h07)
Compartilhar
Exibir comentários

Enquanto todas as atenções estão voltadas para o lançamento iminente do primeiro trailer de GTA 6, o longevo Grand Theft Auto 5 segue dando o que falar. Dez anos depois de seu lançamento, detalhes sobre um suposto DLC cancelado do game são descobertos, mostrando quais eram os planos originais da Rockstar para o game.

Foto: Divulgação/Rockstar Games / Canaltech

As informações foram encontradas por dataminers que analisaram os códigos do banco de dados vazado do jogo. E, em meio às várias linhas de códigos presentes, eles identificaram menções a conteúdos que nunca chegaram a ser lançados, como a tal expansão da história e até mesmo citações ao também inédito Bully 2.

Os rumores e a expectativa para um DLC de GTA 5 são antigos. Desde o lançamento original do jogo, em 2013 para PS3 e Xbox 360, os fãs esperavam ver uma expansão da trama ser lançada em algum momento, até porque a história deixava algumas pontas para isso. Acreditava que mistérios sobre alienígenas plantados em alguns pontos do mapa de Los Santos poderiam ser a ponte para isso, mas essas suposições nunca se concretizaram ao longo de toda uma década.

Como apresenta o usuário Liam no antigo Twitter, os códigos descobertos dão algumas pistas sobre o que esse DLC poderia ser. Segundo ele, a expansão se chamaria Cops N' Crooks, que pode ser traduzida como algo próximo de "Policiais e malandros", mas ela teria sido arquivada em 2020 após a morte de George Floyd por um policial branco nos EUA.

Além disso, pelo que os códigos apresentam, o extra seria focado no personagem Trevor e traria algumas novidades também em termos de gameplay, como a adição de um jetpack para que os jogadores voassem livremente pelo mapa.

Tudo isso leva a crer, como o próprio usuário apontou em sua publicação no X, que a Rockstar abandonou a ideia de uma expansão para a campanha single player e voltou seus esforços para GTA Online. Tanto que muito do conteúdo que estava destinado ao DLC acabou sendo adaptado para a atualização The Doomsday Heist, lançada para o multiplayer de GTA em setembro de 2017.

As razões para essa mudança, ainda que não tenham sido apresentadas de forma oficial, são facilmente compreensíveis. Ao longo dos anos, GTA Online se tornou altamente rentável para a Rockstar, que claramente focou seus esforços em lançar novidades para ele do que em estender a experiência da campanha single player. Tanto que, dez anos depois, o jogo online segue vivo e bastante popular — a ponto de ser quase certo pensar que ele será reaproveitado com a chegada de GTA 6.

Os indícios de Bully 2

Outras pistas encontradas em meio aos códigos vazados de GTA 5 é o também lendário Bully 2, sequência nunca lançada do clássico jogo de 2006 de PlayStation 2. Nas linhas de código encontradas pelos dataminers, é possível ver citações ao protagonista Jimmy e ao próprio Bully 2, embora não fique claro exatamente qual a ligação que a Rockstar pretendia fazer entre as duas franquias.

Até porque, na prática, o estúdio nunca anunciou Bully 2 de forma oficial. O jogo sempre foi especulado a partir de rumores e vazamentos que alimentaram a esperança dos fãs, mas sem nada muito concreto sobre seu desenvolvimento. Esses rumores, inclusive, já falaram que o game foi cancelado ainda em 2020, quando a Rockstar teria preferido focar seus esforços em Red Dead Redemption 2 e GTA 6 a dar continuidade à polêmica franquia escolar.

No game, o jogador controla um valentão da escola que não só arranjava confusão com outros colegas, mas também com os próprios professores — que também não eram exemplos de nada, ao melhor estilo GTA. Por conta disso, a pedido do Ministério Público do Rio Grande do Sul, Bully chegou a ser banido do Brasil em 2008 por "incitar a violência a professores, humilhação e ser nocivo para crianças e adolescentes", tendo sua vendo liberada somente em 2016.

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade