PUBLICIDADE

Games são principal meio para a solidificação do NFT, diz especialista

Empresário Antônio Neto Ais acredita que a usabilidade de itens dentro dos jogos e a possibilidade de interação com outras plataformas é o grande trunfo do novo mercado

2 jun 2022 - 12h10
(atualizado às 12h15)
Ver comentários
Publicidade

Empresário Antônio Neto Ais acredita que a usabilidade de itens dentro dos jogos e a possibilidade de interação com outras plataformas é o grande trunfo do novo mercado

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)
Foto: Lance!

Maio foi o pior mês da história do ainda jovem mercado de NFTs. A queda brusca no número de transações, que chegou a despencar em 90% - segundo informações da página de dados "NonFungible" -, pegou muitos de surpresa, incluindo jogadores e investidores que decidiram adquirir personagens e outros itens de jogos eletrônicos como Axie infinity, Bomby Crypto, Crypto Car, entre outros.

Especialista em ativos digitais, o empresário brasileiro Antônio Neto Ais apontou alguns motivos que podem ter colaborado para a queda vertiginosa desse setor e naturalizou o obstáculo, dizendo que é algo normal em todo novo mercado.

"Com o boom, muitas pessoas começaram a comprar NFTs influenciados por celebridades como Neymar e Justin Bieber. Com essa especulação e o desejo de ter o que os famosos têm, o mercado ficou superaquecido", destacou Ais. "Contudo, depois da compra, as pessoas começam a se perguntar sobre o real valor daquilo, a utilidade. Após essas reflexões, há um movimento natural de queda no mercado, porque as pessoas param de comprar, de negociar. Mas todo mercado inovador começa assim. Isso nada mais é do que reflexo da compra massiva desses ativos", completou.

O setor de jogos ajudou a capitanear o célere crescimento do mercado de NFTs no ano passado. Para Antônio Neto, o mundo dos games será o principal aliado no resgate dos números e na solidificação da tecnologia.

"Fato é que o mercado de NFTs ainda vai evoluir muito. Acredito que a porta de entrada para esse mercado, com real valor, será o game. O game é a plataforma de acesso ao mercado do NFT para quem quer usabilidade e possibilidades de comercialização. Ali, sim, existe um valor real de mercado, pois existe uma comunidade que deseja tê-los, usá-los por um determinado tempo e, após isso, negociar, comprar outro, enfim, buscar seu novo objeto de desejo. Sem dúvida nenhuma, os games serão as maiores plataformas que utlizarão essa tecnologia de NFTs", projetou.

"O NFT ainda está engatinhando para o que de fato será. É um processo de construção e evolução. No mercado gamer, o NFT vai fazer muito mais sentido, visto que os jogadores que utilizam as plataformas on-line prezam pela exclusividade. Então, grandes jogos, como Free Fire, LOL e outros, estão fazendo essa inserção dos NFTs para seus avatares. Visto que os jogadores desejam ser os melhores, únicos, eles começam a negociar, a transacionar nessas plataformas", frisou.

Outro caminho que faz o fundador da Brasicompany, empresa referência em blockchain na América Latina, acreditar que a tecnologia é um caminho sem volta é a possibilidade de interação entre as plataformas que possibilitam a utilização de NFTs.

"Tenho certeza que a tecnologia NFT será muito usual, principalmente quanto todas as plataformas de metaverso, internet, e-commerce, marketplace e games estiverem integradas, podendo fazer transação e transferência de NFTs de uma plataforma para outra, aí sim será o momento onde o mercado irá crescer muito, após essa integração sistêmica de todos os ecossistemas", encerrou.

Lance!
Publicidade
Publicidade