0

Melhor atacante da Liga é pós-graduado e fala quatro línguas

30 abr 2010
17h00
atualizado às 19h30

Diogo Andrade da Silva tem 31 anos, é formado em Propaganda e Marketing, fez pós-graduação em Administração e fala quatro línguas: português, inglês, espanhol e italiano. Além disso, é jogador profissional de vôlei. Este é o currículo do ponteiro do Montes Claros/Funadem (MG), dono do melhor ataque da Superliga masculina até o momento.

Neste sábado, a partir das 9h30, Diogo defenderá a equipe mineira na decisão do campeonato, contra o Cimed/Florianópolis. Revelado pelo Banespa em 1997, Diogo jogou voleibol por quatro anos até cansar da vida de atleta, e resolveu mudar de profissão. Fez faculdade, especialização e, quando estava decidido a seguir o caminho dos negócios, recebeu uma proposta irrecusável para voltar a jogar, e foi para a Turquia.

"Fiquei sem jogar por cinco anos, mas a proposta da Turquia era muito boa. Depois, fui para a Itália. Fiquei cinco temporadas jogando fora do Brasil e agora resolvi voltar. Hoje, não penso em parar de jogar vôlei. Estou muito feliz e procuro dar valor a cada momento em quadra", disse o ponteiro, natural de São Paulo.

De volta ao País nesta temporada, Diogo conquistou seu espaço na equipe do Montes Claros, mas confessa ter ficado surpreso com o seu desempenho nesta Superliga.

"Trabalho muito e procuro dar o meu melhor em quadra. Mas ser o melhor atacante da Superliga até agora é uma surpresa. Foi uma competição muito disputada, com grandes jogadores, como Giba e Murilo. Nunca imaginei estar entre os melhores ataques do campeonato. Se conseguirmos o título, e eu ganhar um prêmio individual, será maravilhoso", afirmou.

Montes Claros, de Diogo, decide Superliga contra o Florianópolis neste sábado
Montes Claros, de Diogo, decide Superliga contra o Florianópolis neste sábado
Foto: CBV / Divulgação
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

publicidade