2 eventos ao vivo

Duas duplas femininas do Brasil avançam às oitavas no vôlei de praia em Portugal

Fernanda Berti/Bárbara Seixas e Ana Patrícia/Rebecca venceram todos os jogos das suas respectivas chaves na etapa de Espinho do Circuito Mundial de Vôlei de Praia

18 jul 2019
19h36
  • separator
  • 0
  • comentários

O Brasil iniciou a sua participação na fase de grupos do naipe feminino da etapa de Espinho do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, em Portugal, com duas duplas garantindo classificação às oitavas de final. Nesta quinta-feira, Fernanda Berti/Bárbara Seixas e Ana Patrícia/Rebecca venceram os dois jogos que cada parceria fez em suas respectivas chaves da competição de nível quatro estrelas do calendário da modalidade.

Fernanda e Bárbara abriram campanha superando as finlandesas Ahtiainen e Lehtonen por 2 sets a 0, com parciais de 22/20 e 21/19, e horas depois asseguraram a liderança do Grupo F com um triunfo sobre as eslovacas Dubovcova e Strbova por 21/11 e 21/19, obtendo assim a vaga direta às oitavas de final.

Fernanda Berti/Bárbara Seixas foi uma das duplas que saíram invictas nas suas chaves da etapa de Espinho do Circuito Mundial de Vôlei de Praia
Fernanda Berti/Bárbara Seixas foi uma das duplas que saíram invictas nas suas chaves da etapa de Espinho do Circuito Mundial de Vôlei de Praia
Foto: FIVB/Divulgação / Estadão

"Os portugueses estão torcendo para as duplas brasileiras, isso é muito bacana, normalmente na Europa estamos sempre com torcida contra. O vento está bastante intenso, e mudando bastante de direção, isso dificulta um pouco, saber qual lado está melhor para sacar. Tivemos um bom controle nos jogos, impondo nosso ritmo", disse Fernanda, ao comemorar as vitórias da sua parceria nesta quinta-feira.

Ana Patrícia e Rebecca, por sua vez, estrearam vencendo as portuguesas Antunes e Oliveira por duplo 21/12 e em seguida se classificaram como líderes do Grupo A ao derrotarem as alemãs Ittlinger e Laboureur, de virada, com parciais de 20/22, 21/15 e 15/10.

As adversárias destas duas duplas brasileiras nas oitavas de final serão definidas por meio de sorteio, assim como as oponentes de Ágatha e Duda na repescagem da competição. Esta parceria do País estreou no Grupo C batendo as chinesas Meimei Lin e Jinjin Zeng por 2 sets a 0 (21/14 e 21/15), mas depois foram superadas por Xinxin Wang e Chen Xue, também da China, por 21/18 e 21/15.

Pelo regulamento do torneio, os líderes das oito chaves, com quatro duplas em cada uma, avançam diretos às oitavas de final, enquanto os segundo e terceiros colocados de cada grupo disputam uma rodada eliminatória anterior.

Masculino

No torneio masculino da etapa de Espinho, apenas uma dupla do Brasil, formada por Guto e Saymon, jogou nesta quinta-feira. E eles ingressaram na fase de grupos desta disputa com uma vitória sobre os holandeses Boehle e Boermans por 2 sets a 0, com parciais de 21/16 e 21/14.

Assim, a parceria nacional se juntou a Alison/Álvaro Filho, André Stein/George, Evandro/Bruno Schmidt e Pedro Solberg/Vitor Felipe, que já estavam garantidos nas chaves da competição pela posição no ranking de entradas ou por convite.

A competição em Espinho rende cerca de R$ 75 mil para os campeões dos naipes masculino e feminino. Ao todo, distribui aproximadamente R$ 1,1 milhão em premiação aos atletas, além de oferecer pontuação alta para o ranking internacional: 800 para os times vencedores (mesmo número para a corrida olímpica brasileira).

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade