PUBLICIDADE

Tênis

João Fonseca, Monteiro e Wild encerram Rio Open histórico para os brasileiros

Nesta última sexta-feira, três brasileiros estiveram nas quadras do Rio Open para a disputa das quartas de final do torneio e infelizmente todos terminaram eliminados, mas isso não diminui as conquistas atingidas pelos atletas no ano que marcou 10 anos de história do maior torneio sul-americano de tênis. + Bia Haddad vence de forma dominante […]

24 fev 2024 - 14h21
(atualizado às 14h22)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Esporte News Mundo

Nesta última sexta-feira, três brasileiros estiveram nas quadras do Rio Open para a disputa das quartas de final do torneio e infelizmente todos terminaram eliminados, mas isso não diminui as conquistas atingidas pelos atletas no ano que marcou 10 anos de história do maior torneio sul-americano de tênis.

O Rio Open marcou a primeira vez que três tenistas brasileiros chegaram nas quartas de final de um torneio desde 2001, quando no ATP Brasil Open, Fernando Meligeni, Flávio Saretta, Ricardo Mello e Alexandre Simoni chegaram às quartas na Costa do Sauípe. Vale lembrar que este também foi o primeiro torneio em que quatro brasileiros disputaram as oitavas de um torneio, Felipe Meligeni era o quarto brasileiro, isto nunca havia acontecido. Apesar da série de marcas positivas, o Brasil segue sem conseguir por um representante nas semis, mas em breve isso deve mudar.

Nas marcas individuais quem mais leva positivos do torneio é João Fonseca. O carioca de 17 anos vem de campanhas exemplares em torneio menores e juniores, com títulos como o do US Open Junior, e na sua casa conseguiu suas primeiras vitórias em torneio ATP, inclusive se tornou o homem mais jovem a vencer uma partida neste nível, desde Zverev em 2014. Com esse desempenho memorável, João entra no top 350 do ranking e a partir de agora terá mais vagas em Challengers, torneios menores, e convites como Wild Card em torneios ATPs, como ATP 250 de Santiago que acontece na próxima semana e terá a presença do jovem de 17 anos.

Além do ótimo desempenho de João, o Brasil também contou com o ótimo tênis de Thiago Monteiro e Thiago Wild. O cearense se tornou apenas o primeiro brasileiro a chegar duas vezes nas quartas do Rio Open e agora descansará um pouco, abrindo mão da sua vaga no qualy de Santiago. Finalmente começando seu ano, o paranaense deve chegar na sua melhor posição no ranking da ATP graças a boa campanha no Rio e também encerrou uma enjoada série de derrotas que ele vivia em 2024.

Para saber tudo sobre o Tênis, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Apesar dos tenistas brasileiros todos terem sido eliminados na chave de simples, o Brasil tem um representante forte na final das duplas masculinas do Rio Open, se trata de Rafa Matos. O campeão de duplas mistas do Australian Open em 2023 com Luisa Stefani, venceu neste último sábado ao lado de Nicolas Barrientos os italianos Boleli e Vavassori, agora realizaram a final neste domingo contra a dupla francesa Reboul e Doumbia ou a dupla austríaca Miedler e Erler.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade