0

Grand Slam

Serena desiste de defender o título no Aberto da Austrália

Reuters
5 jan 2018
09h35
atualizado às 10h18
  • separator
  • comentários

A tenista Serena Williams desistiu de disputar o Aberto da Austrália deste ano, dizendo, nesta sexta-feira, que, embora esteja perto de recuperar sua forma plena depois de ter sua primeira filha em setembro, ainda não está pronta para defender o título.

A norte-americana de 36 anos estava grávida de oito semanas quando conquistou seu sétimo título em Melbourne no ano passado e seu 23º troféu de Grand Slam, um recorde na era aberta, e depois se afastou pelo resto do ano até dar à luz.

Ela só jogou em público uma vez desde então, perdendo para Jelena Ostapenko, campeã de Roland Garros, em Abu Dhabi na semana passada, mas ainda tinha esperança de voltar com força no Aberto da Austrália, até admitir seu despreparo uma semana antes do evento.

"Meu treinador e equipe sempre disseram 'só dispute torneios quando estiver preparada para ir até o fim'. Consigo competir, mas não quero só competir, quero fazer muito mais do que isso, e para fazê-lo precisarei de um pouco mais de tempo", disse Serena em comunicado.

Em agosto ela falou à revista Vogue sobre seu "plano absurdo" de defender o título, mas o intervalo transcorrido desde que teve sua filha se mostrou curto demais até para a maior tenista de sua geração.

Serena, que só tem um troféu de Grand Slam a menos do que a australiana Margaret Court, dona do recorde mundial, disse estar decepcionada por ter que se ausentar, mas que espera voltar no futuro.

"Depois de competir em Abu Dhabi percebi que, embora esteja super perto, não estou onde pessoalmente quero estar".

"Tendo dito isso, e embora esteja decepcionada a esse respeito, decidi não competir no Aberto da Austrália neste ano".

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade