0

Em reedição da Rio 2016, Del Potro bate Murray na Copa Davis

16 set 2016
14h41
atualizado às 15h41
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O argentino Juan Martin Del Potro e o britânico Andy Murray duelaram pela medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, com o tenista do Reino Unido ficando com o lugar mais alto do pódio. Nesta sexta, no entanto, o resultado foi diferente, e foi o sul-americano que triunfou em reencontro dos dois atletas em duelo válido pela Copa Davis. A partida foi extremamente acirrada e após 5 horas e 11 minutos de duração, terminou em 3 sets 2 para Del Potro, com parciais de 4/6, 7/5, 7/6 (7/5), 3/6 e 4/6.

Del Potro comemora a vitória sobre Murray, pela Copa Davis
Del Potro comemora a vitória sobre Murray, pela Copa Davis
Foto: EFE

O primeiro set foi um anúncio do que os dois tenistas iriam protagonizar durante o confronto. Logo no primeiro game sacando Del Potro sofreu uma quebra e deixou Murray em boas condições na parcial. Entretanto, a consistência habitual do britânico não apareceu e o argentino pôde devolver o breakpoint, restabelecendo a igualdade. No sétimo game o medalhista de prata no Rio 2016 voltou a anular o serviço do rival e com isso abriu 1 a 0.

Murray se recuperou e levou a segunda parcial, no entanto, não teve tarefa fácil. A derrota na final olímpica parecia estar engasgada na garganta de Del Potro e justamente por isso seu rival não teve moleza. O detentor do ouro no Rio de Janeiro só conseguiu superar o adversário no 12º game, última chance possível para que ele conseguisse uma quebra antes do tie-break, e assim fechou o segundo set em 7/5.

Evitado na parcial anterior por Andy Murray, o tie-break se fez presente no terceiro set após o equilíbrio entre o argentino e o britânico falar mais alto. Assim como na primeira parcial, a disputa contou com uma troca de breakpoints, tornando o duelo ainda mais imprevisível, porém Murray se impôs no fim do set para virar a partida.

A questão física era um fator que poderia causar problemas a Del Potro, já que o argentino ainda está retornando ao circuito da ATP após longo período afastado por problemas no punho. O fato forçou o tenista, inclusive, a passar pelo wildcard do torneio americano antes de garantir presença na chave de simples. Porém o argentino provou que está em plena forma e não sentiu o peso do longo duelo, fechando a quarta parcial em 6/3 e levando o jogo para o quinto e decisivo set.

A parcial que definiu o duelo continuou a apresentar o equilíbrio visto desde o início da partida, com games sendo trocados pelos dois tenistas de maneira acirrada, sem que nenhum deles conseguisse assumir a dianteira com maior folga. Uma quebra de Del Potro para cima de Murray no meio do set deu leve vantagem ao argentino, que soube confirmar seus serviços seguintes para fechar o jogo com triunfo.

 

Veja também:

As 16 seleções masculinas classificadas para as Olimpíadas de Tóquio
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade