0

Cecchinato derrota Schwartzman, frustra torcida local e é campeão em Buenos Aires

Italiano leva a melhor sobre tenista argentino por 2 sets a 0 - com parciais de 6/1 e 6/2, em apenas 1 hora e 6 minutos

17 fev 2019
17h10
  • separator
  • comentários

Para frustração da torcida local, que lotou a quadra montada no Parque Roca, o italiano Marco Cecchinato venceu com autoridade o argentino Diego Schwartzman por 2 sets a 0 - com parciais de 6/1 e 6/2, em apenas 1 hora e 6 minutos -, neste domingo, e se tornou o novo campeão do ATP 250 de Buenos Aires, na Argentina.

Este é o terceiro título da carreira do italiano, todos de categoria ATP 250, em terra batida e nos últimos 10 meses. Aos 26 anos, Cecchinato também conquistou Umag (Croácia) e Budapeste (Hungria) sobre o saibro, ambos no ano passado, logo depois da arrancada que deu ao atingir as semifinais de Roland Garros.

Com o resultado em Buenos Aires, o tenista italiano deverá subir uma posição no ranking da ATP, que será atualizado nesta segunda-feira. Atual número 18, Cecchinato colará no número 1 de seu país, que é Fabio Fognini.

Depois da tensa e longa semifinal de sábado, em que obteve grande virada sobre o favorito austríaco Dominic Thiem, o argentino também de 26 anos pareceu esgotado. Desde o começo, Schwartzman mostrou dificuldades com o serviço. Salvou três break-points logo de cara e não evitou as quebras seguintes. Cecchinato abriu o segundo set também com vantagem e seguiu assim até o fim do jogo.

O título de Cecchinato impediu o fim de um jejum de tenistas argentinos no torneio em casa. Em 18 anos, apenas quatro locais conseguiram conquistar a taça em Buenos Aires: Guillermo Coria (2004), Gastón Gaudio (2005), Juan Mónaco (2007) e David Nalbandian (2008). Os espanhóis permanecem como grandes vencedores, uma vez que obtiveram nove dos agora 19 edições: David Ferrer (2012, 2013 e 2014), Carlos Moya (2003 e 2006), Tommy Robredo (2009), Juan Carlos Ferrero (2010), Nicolás Almagro (2011) e Rafael Nadal (2015).

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade