6 eventos ao vivo

Agente: Carneiro tem depressão e não sabia que era cocaína

23 abr 2019
11h16
atualizado às 11h51
  • separator
  • 17
  • comentários

Suspenso provisoriamente sob suspeita do consumo de cocaína, o atacante Gonzalo Carneiro, do São Paulo, sofre de depressão e não sabia o que consumiu. Essas foram as palavras de Pablo Bentancur, empresário do jogador, em entrevista à rádio uruguaia Sport 890, nesta manhã.

Duelo em que o atacante foi pego no antidoping
Duelo em que o atacante foi pego no antidoping
Foto: Thiago Bernardes/FramePhoto / Estadão Conteúdo

"O garoto cometeu um erro. A depressão é um assunto complicado. Não sabia o que consumia, pensava que era um cigarro", revelou o agente. Carneiro foi flagrado no jogo contra o Palmeiras, no Pacaembu, ainda na primeira fase do Paulistão (em 16 de março). Na ocasião, ele jogou os 90 minutos da derrota por 1 a 0.

Além de abordar o polêmico tema, em voga desde a última segunda-feira, Bentancur também criticou o antigo clube do jogador, o Defensor Sporting, pela maneira com o que clube tratou sua recuperação da pubalgia. "Não quero fazer polêmica, por sorte já mudaram as pessoas que comandam o clube. Gonzalo esteve oito meses lesionado, ficou sem jogar no São Paulo e isso ocasionou uma profunda depressão, que é muito difícil de sair estando fora (do país)", disse.

Ele fala pouco, é introvertido e uma coisa levou a outra. Hoje estamos tentando dar uma mão para ele. É um bom garoto que cometeu um erro. A depressão é um tema muito complicado.

O atacante uruguaio chegou ao São Paulo no início de 2018. Em 24 partidas disputadas, marcou apenas um gol com a camisa tricolor. Nesta temporada, o camisa 19 entrou em campo nove vezes, todas pelo Paulista, incluindo o clássico contra o Palmeiras na primeira fase, em que teve o teste positivo no doping.

Veja também:

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 17
  • comentários
publicidade