PUBLICIDADE
Logo do Seleção Portuguesa

Seleção Portuguesa

Favoritar Time

Com estádio vetado, Portugal e Gana reclamam de Fifa e calor

25 jun 2014 - 20h39
(atualizado às 20h43)
Compartilhar
Exibir comentários
<p>Paulo Bento, técnico de Portugal, não gostou de ter o Mané Garrincha vetado para reconhecimento de gramado</p>
Paulo Bento, técnico de Portugal, não gostou de ter o Mané Garrincha vetado para reconhecimento de gramado
Foto: Andres Stapff / Reuters

As delegações de Portugal e Gana não puderam treinar no Estádio Mané Garrincha antes do embate desta quinta-feira, em Brasília, em decisão da Fifa que vem se tornando uma constante nos últimos dias – para preservar o gramado das arenas, a entidade vem impedindo as equipes de fazer o tradicional reconhecimento na véspera de jogo. A situação incomodou o treinador português Paulo Bento, que comandou o treino desta quarta no Centro de Capacitação do Corpo de Bombeiros na capital federal.

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

"Foi a indicação que nos deram da Fifa, e poderia mencionar outras. Em Manaus (para o jogo contra os Estados Unidos, na segunda rodada), tínhamos escolhido um hotel, e chegou na hora, a Fifa deu outro. Mesmo com uma organização deste tamanho, nem sempre as coisas correm da melhor maneira. Não podemos treinar aqui, mas não será motivo de desculpa, como também não foi jogar 13h (de Brasília) em Salvador", disse Bento, contrariado.

O comandante da equipe portuguesa, que está à beira da eliminação no Grupo G, não parou por aí nas reclamações. Ele também criticou o fato de ter duas partidas marcadas para as 13h na primeira fase – na estreia, neste horário, o time foi goleado pela Alemanha em Salvador, e nesta quinta-feira, decide seu futuro na competição também sob o sol forte, em Brasília.

"Não é mau para a seleção portuguesa, é mau para todas as seleções. Vamos raciocinar, não podemos estar na praia às 13h, porque o sol faz mal. Por que raio há de fazer bem jogar futebol às 13h na mesma temperatura? Acho que se deveria averiguar para ver qual é a melhor condição", declarou.

O treinador de Gana, James Kwesi Appiah, fez coro às reclamações de Paulo Bento sobre o horário da partida. Ele descartou qualquer vantagem à seleção africana por conta das condições climáticas e lembrou que a maioria de seus jogadores atua na Europa, em ambiente bastante diferente do encontrado no Brasil.

"É sempre um problema quando você joga sob o sol. Não importa de onde você vem, o país em que você cresceu. Muitos dos nossos jogadores estão jogando na Europa. A coisa boa é que em Maceió (onde Gana ficou concentrada durante a Copa) começamos a nos acostumar com isso. Acredito que treinar sob o sol te deixa um pouco mais acostumado, mas nunca é bom jogar nessas condições", lamentou Appiah.

Marcado para as 13h para atender à grade de televisão e se ajustar ao horário europeu, o jogo entre Portugal e Gana coloca em jogo a classificação dos dois times para as oitavas de final. Os portugueses estão praticamente eliminados – precisam vencer e ainda tirar uma diferença de cinco gols no saldo para os Estados Unidos. Já os ganeses também necessitam de um triunfo, mas só precisam cobrir uma desvantagem de dois gols no saldo para os americanos. Em caso de empate entre Alemanha e EUA, no mesmo horário, no Recife, estas duas seleções avançam independentemente do resultado em Brasília.

Fonte: Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade