PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Palmeiras recebe certificação de qualidade da Fifa pelo gramado sintético da Academia de Futebol

Laboratório americano vem ao Brasil e homologa primeira vez o piso artificial do centro de treinamento

26 fev 2021
19h18 atualizado às 19h18
0comentários
19h18 atualizado às 19h18
Publicidade

O Palmeiras recebeu nesta sexta-feira a certificação de excelência da Fifa para o gramado sintético da Academia de Futebol. Um laboratório dos Estados Unidos que tem autorização da entidade máxima do futebol para avaliar pisos artificiais passou a tarde no centro de treinamento do clube para realizar os testes necessários. Após mais de quatro horas de trabalho, o campo foi aprovado.

O aval faz o Palmeiras ser o único time da América do Sul a ter um gramado sintético para treinos certificado pela Fifa. O piso foi instalado no ano passado pouco depois da colocação do mesmo tipo de grama artificial no Allianz Parque. Porém, por causa do início da pandemia do novo coronavírus, não foi possível obter o certificado de qualidade para a Academia de Futebol. Apenas laboratórios americanos e europeus têm a autorização da Fifa para fazer esse trabalho.

Gramado da Academia de Futebol recebeu a visita de técnicos americanos
Gramado da Academia de Futebol recebeu a visita de técnicos americanos
Foto: Divulgação/Soccer Grass / Estadão

"É inédito um CT ter um campo que é o exato espelho do estádio. Agora tem a chancela da Fifa. Por mais que nosso trabalho é bem feito, nada como uma certificadora oficial poder vir ao Brasil e confirmar tudo isso", explicou o presidente da Soccer Grass, Alessandro Oliveira. A empresa foi a responsável pela instalação do gramado no estádio e no CT.

Apesar de não ser obrigatória, a busca pela certificação da Fifa para o gramado do CT estava prevista no contrato firmado entre a empresa e o Palmeiras. A Soccer Grass foi quem se encarregou do contato com a empresa americana e até cuidou do transporte e da hospedagem dos profissionais que vieram dos Estados Unidos até São Paulo. Na quinta, o laboratório refez o teste de qualidade no Allianz Parque.

Na arena, é necessário fazer a confirmação do estado do gramado uma vez por ano. A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) exige a apresentação do teste para o local receber jogos da Copa Libertadores. Assim como em 2020, a arena foi liberada. "Eu vejo que os gramados do estádio e do CT estão muito parelhos e no mesmo nível de qualidade. Se tiver alguma variação porcentual entre os dois, é de no máximo 5%", explicou.

Para se ter a aprovação, funcionários do laboratório trazem uma série de equipamentos para reproduzir no gramado situações de jogo. Aparelhos simulam a torção das travas da chuteira, o quique da bola e se o piso está devidamente plano. Ainda há avaliações sobre drenagem e o atrito da bola com as fibras de grama. Em alguns casos, os testes podem demorar até sete horas.

Estadão
Publicidade
Publicidade