PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Favoritar Time

Abel Ferreira rasga elogios a Felipão após derrota do Palmeiras: 'O abraço que dei foi como gratidão'

Técnico do Verdão disse que o Brasil seria um lugar muito melhor se tivesse pessoas como Scolari e enalteceu o trabalho do treinador nesta passagem pelo Athletico-PR

3 jul 2022 - 00h57
Ver comentários
Publicidade

A derrota do Palmeiras por 2 a 0 para o Athletico-PR promoveu o encontro de dois dos maiores personagens da história do Verdão: Abel Ferreira e Felipão. Ambos já se conheciam de Portugal e deram um longo abraço antes de a partida começar. Depois do jogo, o português encheu o treinador do Furacão de elogios.

Abel Ferreira e Felipão deram um longo abraço antes de Palmeiras x Athletico-PR (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)
Abel Ferreira e Felipão deram um longo abraço antes de Palmeiras x Athletico-PR (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)
Foto: Lance!

GALERIA

TABELA

Em entrevista após o duelo, Abel foi perguntado sobre o encontro com Felipão, que foi o primeiro treinador a convocá-lo para a seleção portuguesa. Mesmo que ele não tenha jogado naquela oportunidade, o atual técnico palmeirense guarda uma gratidão eterna a Scolari.

- Se o mundo tivesse pessoas como ele, seguramente o Brasil estaria muito melhor. O abraço que dei foi como gratidão, primeiro como jogador, que fui jogador dele, segundo como treinador, porque acho muito competente, últimos títulos mundiais da Seleção Brasileira foi com ele, jogando dessa maneira - declarou o comandante alviverde.

Abel Ferreira seguiu fazendo elogios para Felipão, principalmente pelo trabalho que tem feito à frente do Athletico-PR. Além disso, ele ressaltou que tem muito a aprender com o experiente treinador, que se segundo o palmeirense mudou o modo de torcer em Portugal.

- Ele tem 73 anos, eu tenho 43 e tenho muito a aprender com ele. Treinador que conhece muito bem o futebol brasileiro, como se ganha. Muita gratidão como jogador, treinador e português, que sou. Foi uma pessoa que mudou a mentalidade em Portugal, como torcer para a Seleção, nunca vou esquecer da bandeirinha, que todos os portugueses colocaram nas suas casas para torcer para o Portugal. Abraço de gratidão e para dar parabéns porque foi melhor no que tem a ver com o eficiente, Futebol tem a ver com estrelinha e o trabalho. Não esteve bem no Grêmio, mas faz uma campanha fantástica com o Athletico-PR - concluiu o português.

O Palmeiras volta a campo na próxima quarta-feira, quando recebe o Cerro Porteño, pela partida de volta das oitavas de final da Libertadores. No primeiro jogo, em Assunção, o Verdão venceu por 3 a 0 e agora pode perder por até dois gols de diferença, que ainda assim garantirá vaga nas quartas de final da competição continental.

Lance!
Publicidade
Publicidade