3 eventos ao vivo

Zaga do Sampaio Corrêa comete erro bizarro e Brasil de Pelotas vence fora de casa

Joécio cometeu um erro decisivo na zaga que culminou no único gol do jogo marcado pelo atacante Dellatorre

27 nov 2020
21h15
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Pela 24ª rodada do Brasileirão da Série B, Sampaio Corrêa e Brasil de Pelotas fizeram um jogo fraco no Estádio Castelão. Os gaúchos conseguiram vencer fora de casa por 1 a 0 graças a um erro bizarro da zaga da Bolívia Querida, que perde a oportunidade de igualar a pontuação do vice-líder América-MG.

Reprodução/Premiere
Reprodução/Premiere
Foto: Lance!

Com a derrota, o Sampaio Corrêa permanece com 41 pontos e não corre o risco de sair do G-4 nesta rodada, mas dependendo de outros resultados deixa o alerta ligado.

Já o Brasil de Pelotas deixou o sonho de G-4 mais vivo, pois com os três pontos chegou aos 32 e está a cinco do Juventude (primeiro time dos quatro melhores da Série B). O Xavante é o 12º colocado.

O Sampaio Corrêa, na próxima etapa da Série B, vai até Campinas enfrentar a Ponte Preta, na terça-feira (01). Enquanto isso, o Brasil de Pelotas um dia antes vai enfrentar em casa o Operário-PR.

PRIMEIRO TEMPO DEU SONO NO TORCEDOR

O primeiro tempo começou com um jogo corrido, mas pouco objetivo. As equipes buscavam o ataque e lá na frente ninguém conseguiu fazer com que os goleiros Gustavo e Rafael Martins trabalhassem, a não ser quando recebiam a bola para sair com os pés.

Aos 25 minutos de partida, o jogo seguia monótono com Sampaio e Brasil de Pelotas ainda buscando uma superioridade no duelo. Muitas faltas foram marcadas no meio-campo e longe do gol para bolas levantadas. A primeira boa chegada na partida partiu dos gaúchos, aos 26 minutos. Bruno José desceu pela direita e cruzou. A bola ia em direção a Jarro Pedroso, mas Joécio tirou na hora certa.

Em uma sexta-feira de Black Friday, as equipes resolveram economizar nas criações de jogadas e poucas foram as emoções no primeiro tempo. A chance mais clara só saiu aos 44 minutos com o Sampaio Corrêa. Marcinho cobrou falta curta, recebeu de volta e emendou um balaço. Rafael Martins sujou o uniforme pela primeira e última vez nos 45 minutos iniciais.

SEGUNDO TEMPO TEM ERRO BIZARRO DO SAMPAIO

O reinício de jogo não fugiu muito do que foi o primeiro tempo. Muitas faltas e raras chances de gol. Para o primeiro tento sair foi preciso um erro bizarro da zaga do Sampaio Corrêa. Cercado, Joécio tentou sair pelo meio de sua área, Jarro chegou por trás, deu um toque na bola, e ela sobrou limpa para Dellatorre estufar as redes aos 10 minutos.

Jogando em casa e com poucas oportunidades, o Sampaio viu que as faltas eram grandes chances não importa a longitude. Poucos minutos depois do gol do Brasil, Marcinho chutou de muito longe e obrigou Rafael Martins defender já soltando a bola. Por sorte ela sobrou para o Xavante.

Os arremates de longe seguiam como principal arma do Sampaio e novamente com Marcinho. O camisa 10 acertou uma paulada de fora da área e fez Rafael salvar o Xavante. A Bolívia Querida ainda fez ameaças na zaga dos rivais pelas pontas e com jogadas aéreas, mas bem postado os gaúchos conseguiram absorver a pressão na reta final de jogo e levar os três pontos para casa.

Veja também:

Lionel Messi perde o posto de jogador mais valioso da La Liga
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade