1 evento ao vivo

Toronto-2015: saiba como foi o 11º dia de competições para os brasileiros

21 jul 2015
23h44
  • separator
  • 0
  • comentários

O 11º dia brasileiro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá, teve a estreia do atletismo. Modalidade que trouxe três medalhas para o Brasil: um ouro, uma prata e um bronze. Ao todo, nesta terça-feira, foram oito conquistas, sendo duas douradas - 5000m metros livres e tênis de mesa masculino -, três pratas e três bronzes.

Juliana dos Santos atletismo
Juliana dos Santos atletismo
Foto: AFP / Al Bello

Os esportes coletivos mais uma vez deram um baile. No hóquei de grama masculino, os brasileiros fizeram história e asseguraram vaga nas Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. O basquete, o handebol e o vôlei masculino também triunfaram, e com certa facilidade.

No fim do dia, o Brasil segue na terceira colocação, com 110 medalhas. O líder ainda é os Estados Unidos, seguidos pelo Canadá.

ATLETISMO

A primeira medalha do Brasil no atletismo durante os jogos Pan-Americanos de Toronto 2015 foi dourada. Juliana dos Santos teve paciência, usou a estratégia certa, superou as rivais e conquistou a primeira colocação na prova dos 5000 metros. Brenda Flores, do México, e Kellyn Taylor, dos Estados Unidos, completaram o pódio.

No salto triplo, a medalha ficou com Keila Costa. A atleta brasileira conseguiu a marca de 14.50, atrás somente da colombiana Caterine Ibarguen (15.09). O bronze foi para Yosiry Urrutia (14.38), também da Colômbia.

Por fim, no lançamento de dardo, saiu a terceira medalha brasileira do dia no atletismo. Jucilene de Silva, com a marca de 60.42m, conquistou o bronze. O ouro foi para os donos da casa, com Elizabeth Gleadle (62.83m), já a prata ficou com Kara Patterson (61.44m), dos Estados Unidos.

Brasileiras venceram medalha inédita no tênis de mesa feminino (foto:divulgação)

TÊNIS DE MESA

O Brasil mostrou sua força no tênis de mesa. Pelo masculino, os brasileiros garantiram a medalha de ouro ao baterem os paraguaios na decisão, 3 a 0. O bronze ficou com Porto Rico e Canadá.

Já a equipe feminina, em final inédita no Pan-Americano, acabou sendo derrotada para os Estados Unidos, também por 3 a 0, e garantiram a prata ao país. Assim como no maculino, o terceiro foi dividido por Porto Rico e Canadá.

VÔLEI DE PRAIA

No masculino, Vitor Araujo e Alvaro Magliano não conseguiram a medalha de ouro. Em jogo disputado, os brasileiros foram derrotados pelos mexicanos Rodolfo Ontiveros e Juan Virgen, e ficaram com a prata. A bronze foi para Cuba.

Já o feminino conquistou o bronze. Na disputa pelo terceiro lugar da modalidade, a dupla Carolina Horta e Liliane Maestrini bateu as donas da casa Melissa Humana-Paredes e Taylor Pischke por 2 sets a 0 e garantiu o pódio. O ouro ficou com Argentina e a prata com Cuba.

ESGRIMA FEMININA

Nathalie Moellhausen não foi párea para a americana Katharine Holmes e acabou sendo derrotada na semifinal da esgrima feminina por 10 pontos a 7. Com o revés, a brasileira garantiu a medalha de bronze para o Brasil na modalidade. O ouro ficou justamente com a rival dos Estados Unidos, já a prata com Violeta Ramírez, da República Dominicana.

Hóquei na grama fez história ao conquistar vaga para o Rio 2016 (FOTO: William Lucas/Inovafoto/CBV)

HÓQUEI NA GRAMA MASCULINO

Os brasileiros fizeram história. No confronto com os Estados Unidos, pelas quartas de final, o Brasil empatou com os americanos no tempo normal em 1 a 1, após partida eletrizante e saiu vencedor na disputa de pênaltis: 4 a 2. Com o triunfo, a equipe brasileira assegurou vaga nas Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro e segue na briga por uma medalha no Pan-Americano.

VÔLEI MASCULINO

O Brasil está classificado para as semifinais. Contra a Argentina, a Seleção, que vem sendo comandada por Rubinho, já que Bernardinho não viajou para o Canadá, venceu o duelo por 3 sets a 0, com parciais de 29-27, 25-21 e 25-22. Com mais um triunfo na competição, e o primeiro lugar no grupo B, a equipe brasileira não terá que passar pelas quartas de final do torneio.

HANDEBOL MASCULINO

A Seleção Brasileira de handebol masculino continua avassaladora em Toronto. Contra a República Dominicana, os brasileiros não tiveram dó dos rivais e aplicaram uma goleada por 48 a 18. Por um gol a equipe brasileira não conseguiu bater marca histórica de maior número de tentos em um só jogo, do Pan de Mar del Plata (1995), quando fez 48 a 8 contra Porto Rico.

BASQUETE MASCULINO

Na estreia do basquete masculino no Pan-Americano, o Brasil humilhou Porto Rico. Comandados por Rubén Magnano, os brasileiros golearam os rivais por 92 a 59 e começaram com o pé direito o torneio. O próximo duelo da Seleção na competição será nesta quarta-feira, contra a Venezuela, às 14h30.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade