1 evento ao vivo

Sobis entra na Justiça e cobra R$ 4 milhões do Cruzeiro

O atacante deixou a Raposa no início deste ano e impetrou ação no Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Sul

20 set 2019
18h53
atualizado às 19h02
  • separator
  • 0
  • comentários

A vida do Cruzeiro em 2019 pode ser resumida em "descascar um abacaxi" por dia. Além da crise financeira e técnica dentro do campo, o time mineiro tem sido noticiado frequentemente nas páginas jornalísticas em questões jurídicas.

Sóbis ja havia feito declarações públicas criticando o Cruzeiro e sua diretoria durante os duelos com o Internacional pela Copa do Brasil-(Ricardo Duarte/Internacional)
Sóbis ja havia feito declarações públicas criticando o Cruzeiro e sua diretoria durante os duelos com o Internacional pela Copa do Brasil-(Ricardo Duarte/Internacional)
Foto: LANCE!

Desta vez o Cruzeiro terá de lidar com um processo movido pelo atacante Rafael Sóbis, que pertenceu ao elenco estrelado até o início deste ano. O jogador chegou ao clube em 2016 e foi bicampeão da Copa do Brasil, mas vinha perdendo espaço com Mano Menezes.

O atual jogador do Internacional cobra do Cruzeiro mais de R$ 4 milhões na Justiça do Trabalho do Rio Grande do Sul requerendo o recebimento de parte de um acordo fechado da rescisão contratual acertado com o time azul.

Quando deixou o Cruzeiro no início de janeiro, Rafael Sóbis, de 34 anos ainda tinha mais um ano de vínculo com o clube e ao acertar a saída amigável, ficou acertado o pagamento de R$ 3.993.658,40, referentes a premiações, férias, compensação de 13º salário de 2018 e direitos de imagem atrasados dos meses de outubro, novembro e dezembro de 2018.

No acordo, Sóbis e Cruzeiro fizeram um parcelamento do valor total em 10 vezes, O jogador alega que o time mineiro quitou apenas a primeira parcela do débito, mas a segunda não foi paga totalmente.

Na ação do jogador, ele pede que seja acrescida uma multa de 20% pela inadimplência acima de 20 dias, o que gera o valor acima dos R$ 4 milhões.

A ação está na 12ª Vara do Trabalho de Porto Alegre, que julgará a questão. A primeira audiência entre as partes será no dia 22 de outubro. O Cruzeiro afirma que não recebeu notificação do jurídico do clube sobre o caso e que ainda não se pronunciaria.

 

Veja também:

 

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade