0
Logo do Jogos Pan-Americanos
Foto: terra

Jogos Pan-Americanos

Jogos Pan-Americanos

Secar para molhar? Entenda “mania” dos atletas do salto

Satiro Sodré / SSPress / Divulgação

Atitude pode parecer estranha, mas brasileiros explicam a importância da toalha antes de cada salto

10 jul 2015
14h24
atualizado às 15h02
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A rotina é sempre a mesma durante os treinamentos e competições de um atleta dos saltos ornamentais, e a repetição é fundamental para alcançar a glória: sobe uma escada, vai até a plataforma ou o trampolim, salta na piscina, se enxuga, sobe escada, vai até a plataforma, salta na piscina... Agora você deve estar se perguntando: “espera aí, tem algo errado nisso, não?! Se enxugar para se molhar novamente?”. Pois é. Você não leu errado e nem está louco, e nem eles de praticar essa “mania”.

De fato, os saltadores carregam sempre uma toalha para se enxugarem antes das performances. A explicação é simples. O ato não serve para se secar totalmente, óbvio. Na verdade, a atitude acontece apenas para evitar qualquer problema no salto, como explicaram os brasileiros César Castro e Ian Matos após a disputa preliminar do trampolim de 3 m dos Jogos Pan-Americanos de Toronto.

Saltadores e toalha: parceiros inseparáveis
Saltadores e toalha: parceiros inseparáveis
Foto: Satiro Sodré / SSPress / Divulgação

“Tem que secar porque a água pode entrar no olho durante o movimento. Esse é o primeiro ponto. O segundo ponto é que a água acumulada na perna pode escorregar. Não precisa ser 100% seco, mas sim tirar o excesso da água para se concentrar só na técnica e não ter nenhuma outra preocupação”, revelou César, que nesta quinta-feira avançou à final da modalidade.

Ian foi além e, além de confirmar a explicação, contou que elas eram usadas para ajudar no desempenho dos saltos. "Antigamente os atletas usavam a toalha para se orientar durante o movimento, ou seja, jogavam ela na água e durante o salto conseguiam se posicionar através disso. Hoje ela é proibida, por isso jogamos fora da piscina". O mesmo critério é utilizado para explicar os jatos de água no local onde os atletas caem após o salto. "O jato serve para não vermos o espelho d’água, o que daria outra vantagem", completou Ian, que acabou eliminado do trampolim.

Veja bastidores da montagem de espaço do COB para atletas

 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade