Tóquio-2020 avaliar proibir público estrangeiro, diz jornal

'Estamos em uma situação muito difícil e as decisões devem ser tomadas com cuidado', avaliou a ministra olímpica Tamayo Marukawa

3 mar 2021
10h56 atualizado às 10h59
0comentários
10h56 atualizado às 10h59
Publicidade

O governo do Japão planeja realizar a Olimpíada de Tóquio-2020 sem a presença de espectadores estrangeiros, informou o jornal japonês Mainichi. A disseminação fora de controle do novo coronavírus no mundo é o principal fator para que essa possibilidade seja avaliada. Nesse cenário, seria permitida a participação exclusiva de espectadores domésticos. Uma decisão será tomada até o fim de março. "Estamos em uma situação muito difícil e as decisões devem ser tomadas com cuidado", disse a ministra olímpica Tamayo Marukawa. As autoridades japonesas estudam diversos cenários para a realização dos Jogos de julho e agosto.

Logo da Olimpíada Tóquio-2020 em Tóquio
22/012021 REUTERS/Issei Kato
Logo da Olimpíada Tóquio-2020 em Tóquio 22/012021 REUTERS/Issei Kato
Foto: Reuters

Parte da população japonesa se opõe ao evento esportivo em meio à pandemia. Uma pesquisa realizada em janeiro mostrou que mais de 75% dos entrevistados gostariam que os Jogos fossem cancelados ou novamente adiados. O COI já avisou que não vai adiar a Olimpíada. Se ela não acontecer na nova data, será cancelada.

Tóquio está em estado de emergência desde janeiro e, apesar do número de infecções diárias ter diminuído nos últimos dias, essa bandeira será estendida para a região metropolitana em mais duas semanas. O Governo Japonês planeja gastar US$ 68 milhões para o desenvolvimento de um aplicativo de rastreamento de pessoas. Todos os visitantes estrangeiros seriam obrigados a tê-lo em seus celulares. A oposição acredita, no entanto, que a ferramenta não será capaz de evitar a propagação do vírus.

Um relatório provisório redigido pelo governo japonês e divulgado em dezembro de 2020 informa que os visitantes estrangeiros não precisariam seguir regras de quarentena de 14 dias ao entrarem no Japão e que eles teriam permissão para usar o transporte público. O Japão começou na semana passada sua campanha de vacinação. Embora não haja uma definição sobre a participação do torcedor, o COI mantém seu encaminhamento de realizar os Jogos.

Estadão
Publicidade
Publicidade