PUBLICIDADE

Scheidt não garante presença em Paris 2024: 'Sete participações já é um número muito bom'

Recordista brasileiro de medalhas em Olimpíadas, o velejador encerrou participação no 8º lugar em Tóquio. Aos 48 anos, o atleta também disse que não seguirá na classe Laser

1 ago 2021 04h54
| atualizado às 04h59
ver comentários
Publicidade

Lenda da vela brasileira, Robert Scheidt encerrou a participação nos Jogos Olímpicos de Tóquio neste domingo. O velejador terminou em 9º lugar na regata das medalhas da classe Laser e ficou na 8ª colocação geral. Após a prova, o cinco vezes medalhista olímpico deixou em aberto o futuro em Olimpíadas e afirmou que foi sua última competição na categoria Laser, em entrevista ao 'UOL'.

Robert Scheidt ficou na 9ª posição na regata das medalhas e em 8º lugar no geral (Foto: World Sailing)
Robert Scheidt ficou na 9ª posição na regata das medalhas e em 8º lugar no geral (Foto: World Sailing)
Foto: Lance!

- Na classe laser dificilmente vou continuar, tenho uma história muito linda com a classe, já fiz dois retornos 2005 e agora para 2021. Minha história no laser a nível olímpico termina aqui, é um barco que está no meu coração para sempre - disse Scheidt, que tem três medalhas na categoria (ouro em Atlante 1996 e Atenas 2004, e prata em Sydney 2000).

- Com relação a outras classes é difícil dizer, é difícil responder hoje porque eu ainda estou com esse turbilhão do que aconteceu aqui essa semana e hoje. Vamos parar e pensar um pouco, mas acho que sete participações já é um já é um número bastante bom - encerrou o velejador, que também soma um bronze (Londres 2012) e uma prata (Pequim 2008) na classe Star.

Lance!
Publicidade
Publicidade