PUBLICIDADE

Rafaelle lamenta 'prejuízos', mas destaca busca por ritmo para todas atletas da Seleção feminina

Defensora reconhece que choques deram baixas à equipe com as saídas de Bia Zaneratto e Poliana, mas ressalta empenho das atletas que foram a campo no 1 a 0 sobre Zâmbia

27 jul 2021 12h20
ver comentários
Publicidade

Titular em todas as partidas da Seleção feminina no Grupo F, a zagueira Rafaelle viu a vitória por 1 a 0 sobre Zâmbia, nesta terça-feira, como um misto de sensações. Na saída do gramado, a capitã reconheceu que as baixas na partida trouxeram preocupações.

'Ela (Pia Sundhage) queria todo mundo pronta, com ritmo, pois cada jogo é importante', disse Rafaelle (CBF
'Ela (Pia Sundhage) queria todo mundo pronta, com ritmo, pois cada jogo é importante', disse Rafaelle (CBF
Foto: Lance!

- O estilo de futebol africano é de muito contato. A gente se choca bastante, e elas dependiam do resultado para passarem de fase, estavam em busca da vitória. Tínhamos de ter cuidado. Infelizmente, tivemos duas jogadoras machucadas - declarou ao SporTV.

Rafaelle afirmou que a atacante Bia Zaneratto teve um corte profundo no supercílio direito. Já a zagueira Poliana não teve seu quadro divulgado. Ambas tiveram choques em jogadas aéreas.

A defensora falou sobre o desejo da técnica Pia Sundhage.

- Ela queria todo mundo pronta, com ritmo, pois cada jogo é importante - disse.

Lance!
Publicidade
Publicidade