PUBLICIDADE

Corte de cabelo de arqueira olímpica atrai sentimento antifeminista na Coreia do Sul

29 jul 2021 13h20
ver comentários
Publicidade

O corte de cabelo curto da arqueira sul-coreana An San, vencedora de duas medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio, atraiu um sentimento antifeminista em seu país.

Arqueira sul-coreana An San compete durante Olimpíada de Tóquio
25/07/2021 REUTERS/Clodagh Kilcoyne
Arqueira sul-coreana An San compete durante Olimpíada de Tóquio 25/07/2021 REUTERS/Clodagh Kilcoyne
Foto: Reuters

As ofensas virtuais, chamando seu penteado de "feminista", surgem em um cenário de crescente sentimento antifeminista entre os jovens sul-coreanos.

A arqueira de 20 anos conquistou a primeira medalha de ouro da Coreia do Sul no sábado e, em seguida, outro ouro na disputa por equipes.

Depois de sua vitória na rodada eliminatória no individual feminino nesta quinta-feira, seu técnico impediu que repórteres fizessem perguntas "desnecessárias", aparentemente já ciente da polêmica.

A própria An disse que responderia apenas a perguntas relacionadas aos Jogos, antes mesmo de um repórter terminar uma pergunta sobre a hostilidade online.

A crescente animosidade em relação ao feminismo e às políticas públicas para promover os direitos das mulheres se tornou um tema quente na Coreia do Sul.

Alguns políticos e celebridades sul-coreanas publicaram mensagens e fotos com o cabelo curto em apoio à atleta.

"Com esse olhar firme, por favor, atire contra todos os preconceitos no mundo. Nós apoiamos seu corte de cabelo e apoiamos você", disse Sim Sang-jung, parlamentar de uma minoria do Partido da Justiça, em um tuíte.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade