PUBLICIDADE

Biles: "Tenho que fazer o certo para minha saúde mental"

Na final de equipes, a ginasta cometeu uma nova falha no salto e foi substituída por "problemas médicos"

27 jul 2021 13h36
| atualizado às 13h42
ver comentários
Publicidade

Simone Biles viveu um drama nos Jogos Olímpicos de Tóquio. A ginasta falhou no salto durante a final por equipes, na madrugada desta terça-feira, e acabou substituída Sunisa Lee. Medalhista de ouro nas finais por equipe na Olimpíada do Rio em 2016, os Estados Unidos derrotados pelo Comitê Olímpico Russo e terminaram com a prata.

Simone Biles lamentou ficar fora da competição por equipes
Simone Biles lamentou ficar fora da competição por equipes
Foto: Mike Blake / Reuters

Considerada a melhor ginasta de todos os tempos, Simone Biles falhou no salto e demonstrou um desconforto. A ginasta americana recebeu uma nota abaixo das companheiras Grace Mc Callum e Jordan Chiles. Após a performance, Biles conversou com seus treinadores e foi colocada na reserva, mesmo sem ter sofrido uma lesão.

"Assim que eu piso no tatame, sou só eu e a minha cabeça lidando com meus demônios. Tenho que fazer o que é certo para mim e me concentrar na minha saúde mental e não prejudicar minha saúde e meu bem-estar", explicou Biles após a derrota na final para as russas.

A Federação Americana de Ginástica divulgou um comunicado explicando a substituição de Simone Biles. De acordo com a nota, a ginasta foi afastada por "problema médico" e que ela "será avaliada diariamente para determinar a liberação médica para competições futuras". Biles ainda disputará mais cinco finais individuais em Tóquio.

Simone Biles tem demonstrado dificuldade para lidar com o peso do status de melhor do mundo. Atual campeã mundial da categoria, Biles conquistou cinco medalhas na Olimpíada do Rio, sendo cinco de ouro. Já em Mundiais, são 25 medalhas e 18 de ouro. Com apenas 24 anos, a ginasta desembarcou em Tóquio como a grande estrela dos Jogos Olímpicos.

Nas eliminatórias, Simone Biles também cometeu falhas. A ginasta falhou no salto, que é o seu aparelho mais dominante, na trave e também chegou a sair do tablado durante a apresentação no solo. A norte-americana desabafou nas redes sociais e deu mais indícios que sua saúde mental não parece boa e que a cabeça parece estar longe de Tóquio.

"Não foi um dia fácil ou meu melhor, mas consegui superá-lo. Eu realmente sinto que às vezes tenho o peso do mundo sobre meus ombros. Eu sei que ignoro e faço parecer que a pressão não me afeta, mas às vezes é difícil. As Olimpíadas não são brincadeira", desabafou.

 

Lance!
Publicidade
Publicidade