0

Rafinha exalta força do finalista Cruzeiro, mas garante foco na Libertadores

'amos fazer o possível para buscar a vitória para consolidarmos nossa classificação', apontou o meia

6 abr 2019
23h10
atualizado às 23h10
  • separator
  • 0
  • comentários

Autor do último gol da vitória do Cruzeiro por 3 a 0 sobre o América, na noite deste sábado, no Mineirão, o meia Rafinha exaltou o forte elenco do time celeste, que chega a mais uma final sob o comando do técnico Mano Menezes. Invicta na temporada, a equipe se mantém engrenada neste primeiro semestre da temporada.

"Já falei algumas vezes. Para chegar em finais, com o calendário do futebol brasileiro, um clube necessita de um grupo forte. O Cruzeiro tem um grande elenco, e contratou mais um grande jogador que é o Pedro Rocha (ex-Grêmio). Estão todos de parabéns. Estamos mais uma vez em uma decisão", afirmou Rafinha.

Na decisão do Campeonato Mineiro, o Cruzeiro defenderá a condição de atual campeão estadual contra quem vencer a semifinal entre Atlético e Boa, que jogam neste domingo, no Mineirão, no confronto de volta do mata-mata. No entanto, Rafinha destacou que o time agora está focado na Libertadores, torneio no qual volta a jogar na próxima quarta-feira, contra o Huracán, em Belo Horizonte, pela quarta rodada da fase de grupos.

"Antes da final temos um confronto decisivo na Libertadores. Vamos fazer o possível para buscar a vitória para consolidarmos nossa classificação. Só depois pensaremos na final", completou o jogador.

Em caso de vitória sobre o time argentino, o clube celeste confirma sua vaga nas oitavas de final antes de disputar suas duas últimas partidas pelo Grupo B, que a equipe lidera com nove pontos em três jogos realizados. O duelo começa às 19h15 de quarta, no Mineirão.

Pensando na Libertadores, o técnico Mano Menezes tirou o atacante Fred aos 13 minutos do segundo tempo do duelo contra o América neste sábado. O artilheiro sentiu um desconforto no pé após um pisão do zagueiro Diego Jussani. "Está doendo, mais pelo pisão. O pé virou um pouco, mas nada que preocupe", assegurou o jogador.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade