PUBLICIDADE

Futebol Internacional

Real Madrid se revolta com atuação de árbitro: 'Decisão sem precedentes que impediu a vitória'

Carlo Ancelotti também deu declarações fortes em entrevista pós-jogo

2 mar 2024 - 22h13
Compartilhar
Exibir comentários

A polêmica arbitragem do árbitro Gil Manzano no empate do Real Madrid por 2 a 2 diante do Valencia causou revolta no clube merengue. Após a partida, a assessoria do clube publicou a crônica do jogo, cujo título afirmava: "uma decisão da arbitragem sem precedentes impediu a vitória do Real Madrid".

Foto: Lance!

A reclamação diz respeito ao gol anulado do Real Madrid no final do jogo. O árbitro da partida apitou o fim da partida enquanto a bola estava no ar, após um cruzamento feito por Brahim Díaz pelo lado direito do ataque.

Na conclusão do lance, Bellingham desviou de cabeça e marcou aquele que seria o gol da virada do time merengue (3 a 2). A revolta dos jogadores foi imediata e o meio-campista inglês chegou a ser expulso, mesmo após a partida, por reclamação com o árbitro.

Em entrevista pós-jogo, Carlo Ancelotti, técnico do Real Madrid, reforçou a ideia de que a decisão da arbitragem foi algo sem precedentes. O treinador também negou que Bellingham tivesse ofendido o árbitro do jogo.

- Não estamos contentes com o cartão vermelho de Jude (Bellingham). Ele apenas disse 'foi a p*rra de um gol'. Ele não insultou Gil Manzano (árbitro da partida).

O próximo jogo do Real Madrid está marcado para quarta-feira (6), às 17h (hora de Brasília), no Santiago Bernabéu, pelo jogo de volta das oitavas de final da Champions League.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Publicidade