PUBLICIDADE

Futebol Internacional

Estudiantes vence Defensa y Justicia e fatura a Copa Argentina

Gol no segundo tempo colocou o Pincharrata na próxima edição da Libertadores

13 dez 2023 - 23h14
(atualizado às 23h23)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Divulgação/Estudiantes - Legenda: Finalíssima foi realizada no Estádio La Fortaleza / Jogada10

No encerramento da temporada no futebol argentino, o Estudiantes se sagrou campeão da Copa Argentina. Na decisão, contra o Defensa y Justicia, a equipe venceu por 1 a 0 e, além do título inédito, garantiu vaga na Libertadores 2024.

Em partida com notória diferença no estilo de jogo, os dois times conseguiram oportunidades onde erros defensivos foram determinantes. Principalmente, para assustar os goleiros Mariano Andújar e Enrique Bologna. Do lado do Defensa, Zaid Romero desviou cruzamento vindo da direita, contra a própria meta, e explodiu no travessão. Já para o Estudiantes, um lançamento que gerou indecisão na zaga do Halcón sobrou para Franco Zapiola onde Bologna fez importante intervenção ao fechar o ângulo do finalizador.

O compromisso teve, na etapa inicial, boa parte de seu transcurso com muitas disputas de caráter físico. Seja pelo caráter decisivo como pela situação menos habitual de não haver o recurso do Árbitro de Vídeo, os dois times não hesitavam em parar as jogadas de maneira mais ríspidas. Todavia, houve espaço para momentos de inspiração onde Eros Mancuso e David Barbona fizeram com que Andújar e Enrique Barbona trabalhassem de maneira decisiva. Quando o goleiro do Pincharrata não foi o 'antagonista', Gastón Togni ficou a centímetros de completar pras redes. Tendo, nesse momento, a meta aberta à sua frente e na altura da pequena área.

Eficiência e faro do artilheiro

Na etapa complementar, o duelo foi retomado em ritmo mais cauteloso dos dois lados até que uma subida do lado direito fez surgir a abertura do marcador para o Estudiantes. Logo após dar uma meia-lua no marcador, Leonardo Godoy fez o cruzamento onde, em dividida com Bologna, a bola sobrou ao alcance de Guido Carrillo. O centroavante não desperdiçou a chance e, mesmo caído, mandou pro fundo das redes aos nove minutos.

O estilo de jogo buscando a dominância de volume criativo, sendo uma característica do Defensa, apenas se reforçou com a desvantagem no placar. O mesmo foi válido para a equipe de La Plata, fechando suas linhas defensivas e se posicionando para jogar em 'esticadas' nos lados de campo. Entretanto, apesar da tendência do compromisso virar um verdadeiro 'ataque contra defesa', o Halcón viu o nervosismo ser um oponente adicional nos momentos decisivos da partida. A prova disso foi a ação do lateral-esquerdo Alexis Soto, já tendo cartão amarelo, tomando a segunda advertência que lhe rendeu a expulsão.

Dessa forma, a concentração e precisão na ideia estabelecida pelo Pincharrata foi determinante até o apito final de Maximilano Ramírez consagrar o clube de La Plata com o título da Copa Argentina.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Publicidade