PUBLICIDADE

Com gol no fim da prorrogação, Shakhtar segura Monaco e se classifica para a Champions

25 ago 2021 18h38
| atualizado às 18h59
ver comentários
Publicidade

Em partida emocionante disputada na tarde desta quarta-feira, Shakhtar Donetsk e Monaco se enfrentaram pela volta da última etapa das eliminatórias da Liga dos Campeões. A partida de ida, terminada em 1 a 0 para os ucranianos, obrigou a equipe do Principado a sair para o jogo. Os visitantes chegaram a abrir dois de vantagem, mas tomaram o empate com gol contra, já na reta final da prorrogação.

O primeiro tempo foi de absoluto controle do Monaco. Sob os pés do camisa 10 e capitão Ben Yedder, já na primeira etapa, a equipe chegou aos dois gols que precisava para passar à frente no agregado.

O primeiro deles saiu aos 19 minutos. Ben Yedder aproveitou rebote do goleiro dentro da grande área e mandou para dentro. Pouco depois, aos 39, o atacante recebeu ótimo cruzamento do lateral brasileiro Caio Henrique e marcou o segundo.

Na etapa final, o Shakhtar voltou melhor e, aos 29, descontou em mais um gol com participação brasileira. Alan Patrick cruzou e Marlos, nascido no Brasil, mas naturalizado ucraniano, deixou tudo igual no agregado.

Já no fim da prorrogação, aos 9 do segundo tempo, quando tudo indicava que a partida iria para os pênaltis, Mykhaylo Mudryk fez jogada pela esquerda e cruzou para trás. A bola desviou no zagueiro Aguillar e encobriu o goleiro, que não teve o que fazer. Agora a equipe ucraniana espera sorteio da Uefa, nesta quinta-feira, para conhecer seus adversários na fase de grupos da Champions.

Também nesta quarta-feira, o Red Bull Leipzig confirmou sua vaga na fase de grupos após vencer o Brondby, da Dinamarca, fora de casa, por 2 a 1. A partida de ida, na Alemanha, terminou em outra vitória por 2 a 1 para os donos da casa.

Dínamo de Zagreb e Sheriff também se enfrentaram. A equipe da Moldávia venceu a partida de ida por 3 a 0, na Croácia, e se classificou após empatar em 0 a 0, em casa, nesta quarta-feira. Com o resultado, o time é o primeiro a representar o pequeno país europeu na história da Liga dos Campeões.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade