PUBLICIDADE

Arsenal

Martinelli fala em "processo" na Seleção e exalta parceria com Gabriel Jesus: "Um dos melhores do mundo"

19 nov 2023 - 19h37
(atualizado às 21h28)
Compartilhar
Exibir comentários

O atacante Gabriel Martinelli, autor do gol do Brasil na derrota por 2 a 1 para a Colômbia na última quinta-feira, falou sobre o momento da Seleção Brasileira, que não vence há três partidas nas Eliminatórias Sul-Americanas. O jogador de 22 anos aproveitou para destacar sua parceria com Gabriel Jesus, que deve ser titular contra a Argentina, no Maracanã.

Foto: ( Reprodução/Youtube) / Gazeta Esportiva

Na visão de Martinelli, a oscilação recente da Seleção Brasileira faz parte de um processo, ainda mais tendo em vista a quantidade de jogadores jovens no elenco da Amarelinha.

"Se pegar um por um, todos os jogadores daqui atuam em grandes clubes, com grandes responsabilidades. Se jogamos pelo Brasil, sabemos o peso que carregamos. A gente tem que tentar dar nosso melhor em campo, com alegria. É um processo, é time novo, jovem. Todos sabemos da pressão que é e do orgulho de vestir essa camisa. Vamos seguir nos doando, que as coisas vão funcionar", comentou Martinelli em coletiva de imprensa na Granja Comary.

O atleta aproveitou para falar de sua parceria com Gabriel Jesus, companheiro de Arsenal e agora de Seleção Brasileira. Martinelli não destacou Jesus apenas como pessoa, mas classificou o amigo como "um dos melhores centroavantes do mundo".

"É um cara (Jesus) que considero bastante, é um irmão meu, criamos uma relação de amizade no Arsenal. Na minha opinião, ele é um dos melhores centroavantes do mundo e é uma grande pessoa. Espero que aqui no Brasil também dê certo nossa parceria e que consigamos trazer alegria para os brasileiros", disse o ponta.

Brasil e Argentina se enfrentam na próxima terça-feira (21), às 21h30 (de Brasília), no Maracanã. o técnico Fernando Diniz planeja duas mudanças em relação ao time que perdeu para a Colômbia.

O Brasil se encontra na quinta colocação das Eliminatórias Sul-Americanas, com sete pontos conquistados. A Argentina, por sua vez, lidera o torneio com 12 unidades.

Veja outros trechos da coletiva de Martinelli:

Qual vai ser sua função em campo contra a Argentina?

"Sempre tento dar meu melhor em campo e fazer meu melhor. Fazer o que o professor Diniz pede para mim, tentar ajudar ao máximo a equipe. Vou continuar me doando, o que posso para ajudar a equipe. Espero que contra a Argentina a gente tenha um resultado melhor".

Diferenças do modelo de jogo do Diniz

"São métodos de trabalho diferentes, são treinadores diferentes, cada um tem seu jeito. No Arsenal, o Mikel (Arteta) tem o jeito dele e aqui o Diniz tem o jeito dele. São maneiras diferentes de jogar, mas maneiras de times que gostam de ter a bola. No jogo passado, nunca tinha jogado tanto na criação, mas me senti bem. Diniz tem conversado comigo, passando confiança. Me sinto confortável jogando assim."

Importância de clássico contra Argentina

"A gente sabe da importância desse jogo, clássico que todo mundo sonhou em jogar. É o que estamos conversando, nós queremos que chegue logo, para a gente vencer e dar nosso melhor. É um jogo muito importante para nosso processo".

Emoção ao marcar gol contra Bolívia

"Foi um sonho realizado. Venho sonhando com esse gol desde pequeno, foi muito importante para mim e minha família. A ficha demorou para cair. Depois do jogo você cai na real e é um sonho realizado. Estou muito feliz".

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade