0

Bayern, Borussia, Leipzig e Leverkusen fazem doação para ajudar clubes alemães menores

26 mar 2020
12h55
atualizado às 12h55
  • separator
  • 0
  • comentários

Em meio à crise do novo coronavírus, os quatro clubes representantes da Alemanha na Liga dos Campeões desenvolveram uma maneira de ajudar outras equipes alemãs em dificuldades financeiras. O fundo, que envolve Bayern de Munique, Borussia Dortmund, RB Leipzig e Bayer Leverkusen, disponibilizará R$ 110 milhões para apoiar a primeira e segunda divisão do campeonato nacional.

Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, já havia doado 1 milhão de euros (cerca de 5,5 milhões de reais) (Foto: Divulgação/Lewandowski)
Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, já havia doado 1 milhão de euros (cerca de 5,5 milhões de reais) (Foto: Divulgação/Lewandowski)
Foto: Gazeta Esportiva

Por conta da disseminação do vírus, a temporada de futebol na Alemanha está suspensa pelo menos até 30 de abril. Com quase 40 mil pessoas infectadas, o país já é o terceiro da Europa mais afetado.

Essa suspensão deve causar grandes consequências para muitos clubes - como, por exemplo, cortes de salários. Na manhã desta quarta-feira,  os jogadores do Union Berlin decidiram, assim como haviam feito os jogadores do Monchengladbach, renunciar a seus salários para ajudar o clube a superar a situação.

Christian Seifert, porta-voz da Liga Alemã de Futebol, elogiou o gesto. "Esta campanha enfatiza que a solidariedade na Bundesliga e na Bundesliga 2 não é irrelevante. A diretoria é muito grata aos quatro participantes da Liga dos Campeões em termos de comunidade de todos os clubes", comentou.

O CEO do Bayern de Munique, Karl Heinz Rummenigge, falou sobre a importância dos clubes permanecerem juntos.

"Nestes tempos difíceis, é importante que os mais fortes apoiem os mais fracos. Com isso, também queremos mostrar que o futebol está unido", destacou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade