0

Atlético acorda no 2º tempo, vence e se garante nas quartas

8 mar 2018
21h22
atualizado às 23h09
  • separator
  • comentários

A edição 2018 do Campeonato Mineiro está bastante disputada. A situação do Atlético mostrou bem isso. A distância da vitória e derrota para alguns clubes é do rebaixamento a classificação em um torneio com 12 clubes. Na noite desta quinta-feira, o time alvinegro venceu o Uberlândia, no Parque do Sabiá, por 2 a 0, e garantiu sua classificação para a fase seguinte. A derrota poderia deixar o clube de Belo Horizonte em situação difícil. O revés deixou o time da casa na última colocação.

Foto: Bruno Cantini / Atlético

O Atlético encontrou um duro adversário na noite desta quinta-feira. O Uberlândia resolveu jogar bem fechado e dificultou bastante a vida atleticana durante a partida. Somente no segundo tempo, com gol de Ricardo Oliveira, o time alvinegro conseguiu mais tranquilidade e fazer um futebol mais leve.

Na próxima rodada, o Atlético recebe a Tombense, no domingo, no Independência, às 17h (de Brasília). O Uberlândia enfrenta a Caldense, no duelo dos desesperados, no mesmo dia e horário.

Foto: Bruno Cantini / Atlético

Primeiro tempo

As duas equipes tinham claras necessidades dentro do campeonato. O Atlético queria garantir a classificação e evitar qualquer maior risco dentro da competição. Já o Uberlândia só pensava em não ser rebaixado no torneio estadual. Diante dessas realidades, as posturas em campo foram a seguinte: o Atlético assumiu o comando da partida e buscava o ataque com toda a sua força, mas esbarrava em um adversário muito fechado.

O Atlético não conseguia penetrar para chegar contra a meta do goleiro Roni. Como a postura atleticana era muito ofensiva, o time da casa aproveitava para buscar os contra-ataques.

O Uberlândia foi o primeiro a assustar. Aos 9 minutos, em cruzamento na área, Daniel Pereira apareceu livre para mandar para o fundo das redes. O juiz anulou o lance acreditando no bandeira que acusou impedimento. Ambos erraram, o gol foi legal.

O Atlético tinha dificuldades para criar. A defesa muita fechada não dava alternativas para o técnico Thiago Larghi e seus jogadores. Aos 21, o time alvinegro quase abriu o placar. Após troca de passes, Elias apareceu na área e chutou forte. O arqueiro teve dificuldades para defender.

A equipe de Belo Horizonte seguiu tentando. O time fechado não deixava, o jogo ficava travado, com pouca velocidade - em momentos chatos. Aos 26, Fábio Santos perdeu uma chance de ouro. Em chegada interessante alvinegra, ele ficou cara a cara, mas o arqueiro do Uberlândia fez maravilhosa defesa.

Foto: Bruno Cantini / Atlético

Seis minutos e o segundo tempo muda completamente

As equipes voltaram dos vestiários após o intervalo com o retrato igual. O Atlético atacando o Uberlândia se defendendo com vários homens na primeira linha de marcação.

Aos 6 minutos, no entanto, toda a retranca do Uberlândia caiu. Isso porque o atacante Ricardo Oliveira recebeu a bola na entrada da área e conseguiu achar um espacinho para soltar um forte chute. A redonda atravessou o bloqueio criado pelo time da casa e morreu no fundo das redes.

Após o tento atleticano o jogo mudou completamente. A partir deste momento, o Atlético passou a se defender e jogar nos contra-ataques, estilo adotado por Thiago Larghi e que deu resultado em alguns jogos do Campeonato Mineiro e na Copa do Brasil.

O treinador atleticano, inclusive, prevendo que jogaria mais nos contra-ataques fez alterações em sua equipe, colocou Thomas Andrade para fazer lançamentos e bolas longas. Já Luan para dar sequência na profundidade pelo lado direito. Deixaram o campo Erik e Roger Guedes.

Aos 29, o Atlético marcou mais um. O juiz, no entanto, anulou, acusando Leonardo Silva de ter feito falta fora do lance. O gol tinha sido de Ricardo Oliveira, de cabeça, em cobrança de escanteio.

O Atlético passou a criar com mais facilidade. O atacante Ricardo Oliveira perdeu, pelo menos, três oportunidades claras de ampliar a vantagem. No finalzinho, Thomas Andrade ainda meteu uma bola na trave.

Aos 45, em nova chegada, Luan ganhou a bola na área e mandou pra dentro, para colocar números finais.

FICHA TÉCNICA

UBERLÂNDIA 0 X 2 ATLÉTICO

Local: Estádio Parque do Sabiá, Uberlândia (MG)

Data: 08 de março de 2018, Quinta-feira

Horário: 19h15 (de Brasília)

Árbitro: Wanderson Alves de Souza

Auxiliares: Marconi Helbert Vieira e Leonardo Henrique Pereira

Gols: Ricardo Oliveira, aos 6 minutos do segundo tempo, Luan, aos 45 minutos do segundo tempo (Atlético)

Cartões: Rogério, Saulo (Uberlândia)

ATLÉTICO - Victor, Patric, Leonardo Silva, Gabriel, Fábio Santos, Adilson, Elias, Cazares, Erik (Thomas Andrade), Roger Guedes (Luan) e Ricardo Oliveira.

Técnico: Thiago Larghi.

UBERLÂNDIA: Roni Turola, Cesinha, Bruno Costa, Ferron, Rogério, Daniel Pereira, Silvano, Marco Goiano (Eliomar), Alê (Jean), Ricardinho (Saulo).

Técnico: Zé Teodoro.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade