1 evento ao vivo

Marcelo Rangel critica o gramado da final do Campeonato Goiano

1 abr 2018
18h27
atualizado às 18h27
  • separator
  • 0
  • comentários

O empate entre Aparecidense e Goiás, pelo jogo de ida da final do Campeonato Goiano, ficou marcado pela péssima condição do gramado. A forte chuva que caiu em Aparecida de Goiânia castigou o palco da decisão, e com isso as duas equipes não conseguiram desempenhar um bom futebol. O jogo acabou sendo nivelado por baixo tecnicamente, muito por conta das poças que atrapalhavam o rolar da bola.

Após a partida, Marcelo Rangel, goleiro do Goiás, falou sobre o empecilho de atuar no gramado pesado.

"Cara, é muito difícil, a gente trabalha a semana toda em um gramado muito bom, e chega aqui e tem um gramado que não parece nem de final de campeonato. Quem assiste na TV nem acha que é final de campeonato. Claro que a Aparecidense não tem nada a ver com isso. Mas agora é trabalhar para conseguir o resultado na semana que vem", disse.

Marcelo Almeida, presidente do Esmeraldino, também foi a público para criticar as condições do campo.

"Essa chuva atrapalhou o espetáculo. Campo muito ruim, qualidade técnica do espetáculo foi muito prejudicada…O nosso time é muito mais técnico, um time muito mais de toque de bola. Em um campo encharcado, um campo onde a bola não rolava, quem tem mais técnica sai mais prejudicado", declarou.

Além disso, o dirigente disse que gostaria que a partida tivesse sido adiada, e lamentou que isso não tenha ocorrido.

"Quando eu cheguei no estádio eu imaginava que, no mínimo, o jogo fosse adiado, ou atrasado um pouco… Aí não sei, agora não tem mais o que fazer e é esperar a próxima partida", finalizou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade