0

Atlético-GO vence Goiás e mantém viva a esperança da classificação

11 mar 2018
19h08
atualizado às 19h19
  • separator
  • 0
  • comentários

O Clássico do Equilíbrio, realizado neste domingo às 17h (de Brasília), fechou a 13ª rodada do Campeonato Goiano e quem levou a melhor foi o Atlético-GO. No Serra Dourada, o placar foi de 1 a 0, com gol de falta de Tomas Bastos no início da segunda etapa, em partida bastante faltosa, com cinco jogadores expulsos. Com o resultado, o Dragão mantém viva a esperança de conseguir uma vaga para o mata-mata.

Já classificado para a semifinal, o Goiás, líder do grupo A com 24 pontos, perdeu seu goleiro na volta para o segundo tempo e viu o rival abrir o placar aos 7 minutos. As poucas investidas do Esmeraldino não foram suficientes e o Atlético-GO conseguiu manter a vantagem até o final, conseguindo alcançar a terceira posição do mesmo grupo, com 18 pontos.

O próximo compromisso do Goiás é pela Copa do Brasil, na quarta-feira (14), contra o Coritiba, fora de casa. Com agregado de 1 a 0, a equipe do técnico Hélio dos Anjos busca a classificação para a quarta fase da competição. Já o Atlético enfrentará o Anapolina, no próximo domingo, pela 14ª rodada do Campeonato Goiano.

O jogo. A primeira chance da partida se deu logo aos 3 minutos para os visitantes, com bonito giro de Júnior Viçosa de fora da área, obrigando Kléver a espalmar para escanteio. O que chamou atenção, no entanto, foi a precoce substituição de Lucas Rocha aos 13 minutos, para a entrada de Diego Valderrama. O lateral sentiu uma fisgada e saiu chorando de campo.

Até os 17 minutos, jogo bastante truncado no meio de campo, até que Bruno, após passe de Michel, chutou cruzado para o gol de Klever. A resposta do Dragão veio dois minutos depois, com finalização de Julio Cesar de fora da área, que foi pela linha de fundo após desviar na marcação. No escanteio, Rômulo cabeceou e a bola foi no travessão de Marcelo Rangel. O Atlético continuou pressionando, mas Valderrama fez falta de ataque aos 24 minutos.

Perto dos 30 minutos, a partida ficou marcada pela distribuição de quatro cartões amarelos em dois minutos após falta em Tito, do Dragão. Foram três para o Goiás (Raphael Silva, Alex Silva e João Afonso) e um para o Dragão (Júlio Cesar), dando o tom do clássico. Jogo bastante truncado e com poucas infiltrações do Esmeraldino, principalmente por conta da formação fechada do Atlético-GO, que explorou os contra-ataques.

Justamente em uma dessas oportunidades, no final do primeiro tempo, o Dragão desperdiçou boa chance com passe de Tomas Bastos para Julio César, que chutou cruzado e quase abriu o placar. O saldo dos primeiros 45 minutos foram uma substituição e cinco cartões amarelos (as quatro mencionadas mais Rômulo, do Atlético-GO, logo no início).

Na volta aos gramados, por conta de choque contra David Duarte no primeiro tempo, o goleiro Marcelo Rangel, do Goiás, foi substituído pela prata da casa, Paulo Henrique. O arqueiro precisou trabalhar logo aos 2 minutos após finalização de Cristhyan, mas não conseguiu impedir o gol de Tomas Bastos, que já vinha fazendo boa partida. Aos 7 minutos, em cobrança de falta que originou cartão amarelo para Breno, o meia mandou no ângulo e abriu o placar no Serra Dourada.

O Goiás não se intimidou e foi para cima em duas oportunidades diferentes, uma com Junior Viçosa e outra com Alex Silva, ambas defendidas por Kléver. Na sequência, o Dragão quase ampliou o placar com Tito, que sofreu falta. Raphael Silva levou o segundo cartão amarelo e, com a expulsão, o técnico Hélio dos Anjos tirou o atacante Felipe Garcia e colocou o zagueiro Eduardo Brock.

A partida ficou, como era esperado, mais ofensiva para o Atlético. Aos 25, boa oportunidade com Cristhyan, e 10 minutos depois foi a vez de Julio César quase ampliar o placar em chute cruzado. No fim da partida, em confusão generalizada, dois cartões vermelhos para cada equipe (Rômulo e Bruno Santos para o Dragão e Léo Sena e Giovanni para o Esmeraldino) e oito minutos de acréscimo.

No segundo tempo, com os cartões amarelos e vermelhos, os jogadores Raphael Silva, Diego Valderrama, Tomas Bastos, Rômulo, Léo Sena, Bruno Santos e Giovanni estão suspensos da próxima rodada. Em relação às substituições, saíram Rezende (Goiás), Cristhyan e Tito (Atlético) e entraram Giovanni, Elder Santana e Joanderson.

Além do jogo de ontem entre Vila Nova e Grêmio Anápolis, que terminou em 2 a 1, outras duas partidas aconteceram. Confira os resultados:

16h - Anápolis 2 x 0 Itumbiara

16h - Rio Verde 2 x 2 Anapolina

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade