PUBLICIDADE

Em jogo arrastado no Parque do Sabiá, América e Atlético ficam empatados

Em alguns momentos, os jogadores também ficaram muito nervosos na partida

4 nov 2023 - 22h01
Compartilhar
Exibir comentários
Hulk e Felipe Azevedo disputando a bola
Hulk e Felipe Azevedo disputando a bola
Foto: Pedro Souza/Atlético / Esporte News Mundo

O clássico entre América e Atlético, disputado no Parque do Sabiá, em Uberlândia, terminou empatado em 1 a 1. O jogo foi válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols da partida foram marcados pelo atacante Mastriani, pelo lado alviverde, e por Paulinho, de parte atleticana.

PRIMEIRO TEMPO

O jogo teve seu início bastante equilibrado, com as duas equipes buscando encurtar os espaços, mas aos poucos, o Atlético começou a ter mais iniciativa e dominar a posse da bola no campo de ataque. A tentativa alvinegra era envolver os meio-campistas Zaracho e Rubens, que vinham da ponta para dentro, para se associarem a Hulk e Paulinho.

O América, por sua vez, congestionou a entrada da área, com muita ajuda dos meio-campistas Juninho e Martínez, e as escapadas em velocidade ficavam por conta dos laterais Rodriguinho e Marlon. E assim, foi o jogo, com mais posse do time alvinegro e o América negando os espaços e saindo em contra-ataque.

No entanto, por volta de 35', Rubens e Rodriguinho tiveram um forte choque de cabeça na entrada da área defendida pela equipe alviverde. Com isso, a partida ficou paralisada por mais de dez minutos para o atendimento devido aos atletas. Ao retornar, o jogo se apresentou mais equilibrado, com o América mais propositivo, circulando a bola no campo ofensivo.

Nesse momento mais ofensivo por parte do time americano, o meio-campista Benítez e o atacante Felipe Azevedo foram muito importantes, se procurando pelo meio para criar as jogadas, que não se converteram em gol. O Atlético foi, aos poucos, tentando diminuir esse ímpeto no ataque alviverde para também equilibrar as ações na partida.

SEGUNDO TEMPO

No início da etapa complementar, o jogo voltou com um ritmo mais cadenciado. O cenário um pouco parecido com o começo da partida com o Atlético tendo mais ações ofensivas e com mais posse de bola. O América se defendia bem e teve boas chances de contra-ataque pelos lados do campo.

Em um desses ataques em transição, aos 21', Juninho foi acionado pelo flanco direito e fez o cruzamento rasteiro para dentro da área, Jemerson tentou cortar mas deixou a bola viva e o atacante Mastriani deu um 'toquinho' antes da bola morrer no fundo das redes. Alviverde na frente do placar.

Em desvantagem, o Atlético subiu suas linhas e começou a pressionar mais o América. Com mais posse de bola, o alvinegro circulava muito a frente da área americana, mas tinha dificuldades para furar esse bloqueio defensivo por parte do adversário, mesmo com um homem a mais depois da expulsão do volante Alê, do América.

Contudo, aos 35', em uma trama pelo meio, o atacante Pavón foi acionado pelo lado direito. O jogador argentino percebeu Paulinho entrando em velocidade na grande área, ele fez o cruzamento e o artilheiro do Atlético não desperdiçou e empatou o confronto no interior de Minas Gerais. Mesmo com a pressão alvinegra no fim do jogo, terminou empatado o clássico em Uberlândia.

Para saber tudo sobre América e Atlético, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade