0

Blatter despista e aguarda investigação sobre Copa do Catar

6 jun 2014
08h32
atualizado às 08h35
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

[image]R|407x305|92534986d3e66410VgnCLD200000b2bf46d0RCRD|http://p2.trrsf.com/image/get?src=http%3A%2F%2Fimages.terra.com%2F2014%2F06%2F06%2Fesportes-copa-aldo-admite-deficiencias.JPG&o=cf&w=50&h=50|ESPORTES-COPA-ALDO-ADMITE-DEFICIENCIAS.JPG[/image]

Neymar estrela comercial de fone de ouvido do rapper Dr. Dre

Cercado por problemas da Copa no Brasil, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, também tem que responder sobre uma polêmica do Mundial de 2022, no Catar. Acusações de corrupção podem até mudar a sede, mas o mandatário prefere ter cautela e se esquivar de qualquer declaração sobre o tema.

"Não sou profeta. Vamos esperar os resultados para ver o que acontece". Esta é a frase dita por Blatter que resume tudo que ele disse em entrevista coletiva, nesta quinta-feira. Questionado três vezes sobre o assunto, ele insistiu em pedir tempo para que as investigações aconteçam.

A Copa no Catar já foi questionada em outras oportunidades, o que parece incomodar Blatter. Ele lembrou que, em março, o Mundial foi confirmado novamente no país árabe e reclamou da posição da imprensa.

[video]R|407x229|6c8da0f2b6e66410VgnCLD200000b1bf46d0RCRD||Neymar estrela comercial de fone de ouvido do rapper Dr. Dre[/video]"Vivemos em um mundo perturbado, inclusive pela mídia, porque essa questão sempre volta. Mas isso é uma questão do Comitê de Ética da Fifa, então vamos ver o que acontece", disse ele, eximindo-se de responsabilidades mais uma vez.

As acusações mais recentes envolvem até mesmo o presidente da União de Federações Europeias de Futebol (Uefa), Michel Platini. Ele apoiou o Catar, mas há a denúncia que isso só aconteceu por causa de propina. Caso a investigação conclua que realmente houve corrupção, há a possibilidade, não admitida por Blatter, de uma nova eleição para escolha do país-sede da Copa de 2022. A Inglaterra já está de olho.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade