PUBLICIDADE
Logo do Fluminense

Fluminense

Favoritar Time

Ganso 'acorda' em fase decisiva do Fluminense na temporada

Depois de queda de rendimento, Ganso retoma bom futebol pelo Fluminense e ganha confiança para jogo mais importante do ano do clube.

27 out 2023 - 06h16
(atualizado às 06h16)
Compartilhar
Exibir comentários
Camisa 10 se destacou contra o Goiás
Camisa 10 se destacou contra o Goiás
Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense / Esporte News Mundo

Fluminense venceu o Goiás por 5 a 3, na última quarta-feira, em duelo válido pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. E um personagem que voltou a aparecer bem foi o camisa 10: Paulo Henrique Ganso. O meia deu duas assistências na partida e "ressurge" em momento mais decisivo na temporada da equipe tricolor.

Diante do Goiás, Ganso mostrou mobilidade pelo meio e fez o que sabe de melhor: passes. A primeira saiu em cobrança de escanteio, e Felipe Melo colocou para dentro da rede. Depois, deu assistência Keno selar a goleada, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. No empate heróico contra o Corinthians, o camisa 10 também já tinha mostrado bons passes e também ajudou na construção das jogadas.

Com essas assistências, são sete passes para o gol nesta edição do Brasileirão. Com o feito, o meio-campista é agora o líder neste quesito na competição, ao lado de Luís Suárez. Ao todo, ele fez 21 partidas pelo Tricolor na competição nacional,

Líderes em participações diretas do Fluminense no Brasileirão

  • 1 - Ganso: 10 (3G+7Ass)
  • 2 - Arias: 8 (5G+3Ass)
  • 3 - Cano 8 (7G+1Ass)
  • 4 - Lima: 7 (6G+1Ass)
  • 5 - Keno: 6 (2G+4Ass)

Apesar da queda de rendimento, Ganso seguiu titular absoluto por Diniz e conseguiu mostrar sua importância. O treinador é um admirador de seu futebol e não pretende tirá-lo do time. O camisa 10 segue sendo peça importante para o Fluminense e é uma das esperanças do torcedor para a final da Libertadores.

Já pensa no Boca…

Ganso recebeu o cartão amarelo contra o Goiás e não atua diante do Atlético-MG, na Arena MRV, pelo terceiro cartão. Desta maneira, já foca no confronto contra o Boca Juniors, pela grande final da Conmebol Libertadores 2023, no dia 4 de novembro, no Maracanã. Antes da decisão, o Flu ainda atua contra o Bahia, mas Fernando Diniz deve optar por jogadores totalmente reservas.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade