PUBLICIDADE
Logo do

Flamengo

Meu time

Com ampla maioria dos votos, Rodolfo Landim é reeleito e seguirá na presidência do Flamengo até 2024

Este será o segundo mandato do dirigente que, entre 2019 e 2021, tornou-se um dos mandatários mais vitoriosos da história do clube, com nove títulos

4 dez 2021 23h45
| atualizado em 5/12/2021 às 00h45
ver comentários
Publicidade

Em eleição realizada na Sede da Gávea, ao longo deste sábado, Rodolfo Landim, candidato da "Chapa Roxa - UniFla", foi reeleito e seguirá como presidente do Flamengo no triênio 2022/24. Será o segundo mandato do dirigente que, entre 2019 e 2021, tornou-se um dos mandatários mais vitoriosos da história do clube, com nove títulos. A Chapa Roxa recebeu um total de 1.301 votos no pleito.

Landim durante votação na Gávea (Foto: Cleber Mendes/LANCEPRESS!)
Landim durante votação na Gávea (Foto: Cleber Mendes/LANCEPRESS!)
Foto: Lance!

A segunda colocada na eleição foi a "Chapa Azul- Sempre Flamengo", do candidato Marco Aurélio Assef, com 284 votos. Walter Monteiro, da "Chapa Ouro - Flamengo Maior", recebeu 283votos. Já Ricardo Hinrichsen, da "Chapa Branca - Flamengo Sem Fronteiras", recebeu 134 votos. Ao todo, foram 2.002 votos computados.

Rodrigo Dunshee de Abranches, atual vice-presidente geral e jurídico, também compõe a Chapa Roxa e segue nos respectivos cargos. Além disso, não são aguardadas mudanças nas demais vice-presidências do Flamengo.

Vale lembrar que a chapa vitoriosa tem direito a 120 membros efetivos no Conselho Deliberativo e 40 suplentes. Já a segunda colocada fica com 40 membros, sendo 30 titulares.

Por outro lado, o Conselho de Administração, são 72 cadeiras destinadas à chapa vencedora (48 efetivos e 24 suplentes). Enquanto isso, a segunda colocada fica com 18 (12 titulares).

Na eleição de 2019, 8044 associados estavam aptos a 3048 foram à Gávea exercer o direito de voto. Há três anos, Landim recebeu 1879 votos. O segundo nome mais votado foi o de Ricardo Lomba, com 1097, que era o candidato da situação, apoiado por Eduardo Bandeira de Mello, que havia completado dois mandatos.

Lance!
Publicidade
Publicidade