PUBLICIDADE
Logo do Flamengo

Flamengo

Favoritar Time

Braz se posiciona contra paralisão do Brasileirão e fala sobre possíveis desfalques na Copa América

Após a vitória do Flamengo contra o Bolivar por 4×0, o VP de Futebol Marcos Braz, falou em zona mista sobre a paralisação do Brasileirão. O dirigente se posicionou contra a decisção da CBF, pois acredita que os clubes serão ainda mais prejudicados com mais jogos durante o perídodo da Copa América. Marcos Braz contou […]

16 mai 2024 - 01h06
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Vinícius Azevedo / ENM / Esporte News Mundo

Após a vitória do Flamengo contra o Bolivar por 4×0, o VP de Futebol Marcos Braz, falou em zona mista sobre a paralisação do Brasileirão. O dirigente se posicionou contra a decisção da CBF, pois acredita que os clubes serão ainda mais prejudicados com mais jogos durante o perídodo da Copa América.

Marcos Braz contou como recebeu a notícia sobre a paralisação do Brasileirão. "Eu estava dentro do ônibus com os atletas, quando soubemos da notícia. Não deu tempo de conversarmos sobre, até porque o jogo de hoje era de suma importância. (…) Agora, hoje a noite e amanhã de manhã, vamos sentar para analisar e ver o impacto disso."

Para o dirigente, o mais importante é que clubes como o Flamengo, que terão atletas convocados na Copa América, não percam esses jogadores por mais jogos. "A gente espera que a CBF não vá colcoar ainda mais jogos do Flamengo dentro da Data-Fifa. Aumentar de de 9 para 12,13,14 jogos que você não possa contar com três ou quatro jogadores durante a Copa América."

O Flamengo havia colocado seu Centro de Treinamentos à disposição de Grêmio, Internacional e Juventude, após a tragédia no Rio Grande do Sul. Mas, até o momento, Marcos Braz disse que não tem uma confirmação se os clubes pretendem usar o Ninho do Urubu. "A gente ainda não tem nenhuma notícia sobre o recebimento de nenhum time Gaúcho. Colocamos (o CT) a disposição para que fossem feitos os ajustes possíveis, mas não temos nenhuma resposta em relação a isso."

Braz ainda deu um depoimento e lamentou a morte do jornalista Washinton Rodrigues, conhecido como Apolinho. "Eu conhecia ele e a família dele, é um cara sensasional, um Rubro-Negro apaixonado, mas sempre correto nas suas análises e imparcial. Tomara que ele tenha uma passagem maravilhosa e sua família fique confortável. Ele é um cara diferente, que eu tive o privilégio de conhecer."

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade