PUBLICIDADE
Logo do

Seleção do Chile

Favoritar Time

Com dúvida até sobre Valdivia, Chile se fecha antes de final

2 jul 2015 - 12h39
(atualizado às 12h55)
Ver comentários
Publicidade

O Chile chegará para a grande final da Copa América cercado de mistério. O time tem dúvidas por causa de lesões dos jogadores e também por opções técnicas e táticas do técnico Jorge Sampaoli. Ele estuda até a possibilidade de tirar Valdivia da formação titular. Diante deste cenário, o treino da seleção foi aberto para imprensa apenas nos quinze minutos iniciais para manter o mistério.

Entre os problemas de lesão, o mais grave é de Alexis Sánchez, principal astro chileno. A seleção não confirma, mas a imprensa chilena divulgou recentemente que ele está com um estiramento na coxa desde o jogo contra a Bolívia. A princípio, não seria nada muito grave, tanto que ele jogou contra Uruguai e Peru, mas isso estaria afetando seu desempenho.

Último decote? Peruana se despede com beijo para brasileiros:

Já na questão técnica uma mudança é certa: Francisco Silva será o novo parceiro de zaga de Gary Medel. Pepe Vargas tinha jogado contra o Peru, substituindo o suspenso Jara, mas não teve bom desempenho. Agora a aposta será em um jogador que ainda não atuou na Copa América.

E a maior dúvida fica na parte tática, que envolve Valdivia. O técnico Sampaoli tem começado os treinos com a formação titular normal, o 4-3-1-2, com o ex-palmeirense em campo. Porém, ele também tem ensaiado a possibilidade de jogar no 3-4-1-2, o que naturalmente o tiraria da equipe. É uma formação que Sampaoli já usou em outras oportunidades, quase sempre quando enfrentou grandes seleções - o que será o caso da final, contra a Argentina.

Se realmente tirar Valdivia do time, Sampaoli escalará Bravo; Gary Medel, Silva e Mena; Isla, Diáz, Aránguiz e Beausejour; Vidal; Alexis Sánchez e Vargas. Com Valdivia, quem sai da escalação é Beausejour.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade