PUBLICIDADE

Brasileiros ficam fora das finais na carabina do Pré-Olímpico

15 abr 2024 - 19h36
(atualizado em 16/4/2024 às 09h27)
Compartilhar
Exibir comentários

Mais um dia de frustrações para os brasileiros que sonham com uma vaga olímpica no Pré-Olímpico de Carabina e Pistola. Mesmo competindo no Centro Militar de Tiro Esportivo, no Rio de Janeiro, os atletas nacionais estiveram longe das primeiras colocações. Isso valeu tanto na carabina de ar 10m masculino como no feminino. Além disso, teve o estágio de precisão da pistola 25m para as mulheres. Mas, a melhor brasileira foi apenas 45º.

Brasileiros
Brasileiros
Foto: Um dos atletas brasileiros que estiveram no estande de tiro. Carol Bittencourt/ CBTE / Olimpíada Todo Dia

Ana Luiza Souza Lima foi uma das três brasileiras que estiveram no estande de tiro para a série de precisão da pistola. Assim, a atiradora fez 284 pontos (94+95+95) e está com a 45ª colocação na prova dos 25m, após esta segunda-feira (15). Além de Ana Luiza, teve Marina Alves com 278 pontos (91+94+93) no 63º lugar e Tatiana Cruz, em 67º, com 275 pontos (90+94+91).

Então, na terça-feira, as brasileiras voltam para a prova de rapidez. Ana Luiza esteve há sete pontos de fechar o dia entre as oito melhores, o que significa que muitas atletas estão bem próximas em seu nível de acerto e que têm chance de buscar uma vaga em Paris.

Fato que outros brasileiros já não têm chance nesse pré-olímpico na prova da carabina de ar. Leonardo Moreira somou 613,4 pontos em suas seis séries de tiros e foi 88º. Em seguida, Dimas de Oliveira foi o 95º, com 592,5 pontos, e Victor Barros terminou uma posição abaixo, com 581 pontos. Para o limite dos oito classificados, o italiano Edoardo Bonazzi somou 630 pontos.

Similarmente, a brasileira Geovana Meyer esteve bem distante do topo na mesma prova de 25m para mulheres. Com 624,3 pontos, fechou a competição com a 61ª posição. Logo, a oitava colocada, a húngara Eszter Meszaros, fez 630,3 pontos.

Olimpíada Todo Dia
Compartilhar
Publicidade
Publicidade