PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Brasileira

Meu time

Defesa de Rogério Caboclo nega assédio a funcionária da CBF

O dirigente ainda afirmou que vai provar sua inocência

5 jun 2021 01h23
| atualizado às 08h22
ver comentários
Publicidade

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Rogério Caboclo, se defendeu por meio de seus advogados da denúncia de assédio moral e sexual contra uma funcionária da CBF. O dirigente ainda afirmou que vai provar sua inocência.

Presidente da CBF, Rogério Caboclo
05/11/2019
REUTERS/Jorge Adorno
Presidente da CBF, Rogério Caboclo 05/11/2019 REUTERS/Jorge Adorno
Foto: Reuters

"A defesa de Rogério Caboclo responde que ele nunca cometeu nenhum tipo de assédio. E vai provar isso na investigação da Comissão de Ética da CBF", divulgaram os advogados, segundo reportagem do Globo Esporte.

Caboclo foi denunciado por funcionária da CBF nesta sexta-feira na "Comissão de Ética" e "Diretoria de Governança e Conformidade".

De acordo com a reportagem do GE, a profissional alegou ter provas sobre os episódios que teriam ocorrido desde abril de 2020, inclusive na presença de diretores da entidade.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade