PUBLICIDADE
Logo do

Botafogo

Meu time

Sem técnico, Botafogo vê Lisca recusar proposta do clube

Após demitir Chamusca, direção alvinegra tem oferta negada por treinador e sofre com problemas financeiros para contratar um novo comandante

14 jul 2021 16h30
| atualizado às 16h56
ver comentários
Publicidade

A demissão do técnico Marcelo Chamusca, anunciada na última terça-feira, fez com que a diretoria do Botafogo tivesse que correr atrás de um substituto, só que a grave crise financeira atrapalha na negociação com os principais nomes pretendidos pelos cariocas.

Lisca durante a sua passagem pelo comando do América-MG neste Brasileirão
Lisca durante a sua passagem pelo comando do América-MG neste Brasileirão
Foto: Maga Jr/Ofotografico/Gazeta Press

O preferido da diretoria do Botafogo era Lisca, ex-técnico do América-MG e livre no mercado após ser demitido durante a campanha da equipe neste Campeonato Brasileiro. No entanto, o profissional recusou proposta dos alvinegros. O treinador era o único que contava com apoio unânime dentro e fora do clube.

Com isso, os dirigentes botafoguenses passam a mirar em novos nomes. Um dos alvos já acertou com outro clube: Antônio Carlos Zago foi anunciado pelo Bolívar-BOL. Já Vanderlei Luxemburgo, que chegou a dizer que gostaria de comandar a equipe alvinegra, não foi procurado. O salário do treinador e sua comissão técnica é considerado muito alto pela diretoria.

O Botafogo espera definir o substituto de Marcelo Chamusca nesta semana. O objetivo é ter o novo treinador no banco contra o Brusque, no interior catarinense, neste sábado, às 19h, pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. A equipe carioca ocupa apenas a 12ª posição da competição, com 13 pontos, seis atrás do Guarani, quarto colocado e que hoje fecha a zona de acesso à elite nacional.

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade