PUBLICIDADE
Logo do

Botafogo

Meu time

Análise: com primeiro tempo apático, Botafogo passa longe da vitória contra o Cruzeiro

Alvinegro teve um bom momento no começo da etapa final, com direito a chances de gol, mas terminou a partida com apenas duas finalizações

13 out 2021 06h03
| atualizado às 06h03
ver comentários
Publicidade

Atuação fraca e resultado ruim. Assim pode ser resumida a noite do Botafogo no empate com o Cruzeiro por 0 a 0, no Independência, em partida válida pela 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Dentro de campo, o time de General Severiano passou longe de conquistar a vitória e, assim, desperdiçou a oportunidade de conquistar a liderança provisória da competição.

O Botafogo somou um ponto em Belo Horizonte (Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)
O Botafogo somou um ponto em Belo Horizonte (Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)
Foto: Lance!

O primeiro tempo do Botafogo foi especialmente abaixo do esperado. Os jogadores não conseguiram trocar passes com qualidade, erravam domínios e deixaram espaços na defesa. Dessa forma, o Cruzeiro teve facilidade para chegar com perigo à meta alvinegra e criar chances reais de gol.

Consequentemente, o ataque da equipe carioca foi praticamente nulo. No total, o Alvinegro teve três chances em jogadas pelo alto, mas que não assustaram o goleiro Fábio - na melhor delas, em que a defesa cruzeirense não conseguiu o corte, Carli cabeceou para trás. Assim, o Glorioso terminou a primeira etapa sem uma finalização sequer.

No segundo tempo, o time até conseguiu mostrar uma reação que poderia conduzir o Botafogo à mais uma vitória. Entretanto, esse momento de imposição do Alvinegro durou pouco. Nesse cenário, a equipe carioca teve duas chances de gol - as duas com Navarro.

Aos nove minutos, após cobrança de escanteio de Chay, Rafael Navarro conseguiu uma cabeçada firme, mas parou em grande defesa do goleiro Fábio. Poucos tempo depois, novamente Chay enfiou boa bola para Diego Gonçalves, que, dentro da área, cruzou rasteiro para Navarro. O camisa 99, contudo, chegou atrasado e não conseguiu a finalização com o gol aberto.

Passado este momento, o Cruzeiro conseguiu se reestabelecer dentro de campo e voltou a construir chances de gol. A principal e mais clara veio com Eduardo Brock. Depois de um cruzamento rasteiro na área, Carli jogou contra a própria meta, mas Diego Loureiro fez defesa à queima roupa. No rebote, a bola sobrou para o zagueiro da Raposa, que, mesmo com o goleiro alvinegro vendido no lance, mandou para fora.

No fim, o Botafogo terminou a partida com apenas uma finalização na direção do gol. Isso deixa claro que apenas um arremate do Glorioso teve chance real de balançar as redes do time mineiro. Já o Cruzeiro teve 20 finalizações, mas ainda assim não conseguiu ser efetivo - apenas seis delas encontraram a direção da meta defendida por Diego Loureiro.

Agora, o Botafogo volta as atenções para o Brusque. O time comandado por Enderson Moreira recebe o time catarinense na próxima quarta-feira, às 20h30, no estádio Nilton Santos. A partida é válida pela 31ª rodada da Série B do Brasileirão e terá transmissão em tempo real do LANCE!.

*Estatísticas do confronto utilizadas para esta matéria foram retirados do site "FootStats"

Lance!
Publicidade
Publicidade