PUBLICIDADE

Basquete

Alemanha supera Sérvia e conquista título inédito da Copa do Mundo de basquete

Dennis Schröder, do Toronto Raptors, desequilibra e garante título aos alemães diante de 12 mil pessoas em vitória nas Filipinas por 83 a 77

10 set 2023 - 13h09
(atualizado às 13h46)
Compartilhar
Exibir comentários

A Copa do Mundo de basquete terminou neste domingo, dia 10, com um campeão inédito. A Alemanha superou a Sérvia por 83 a 77 na grande final, disputada em Manila, nas Filipinas, diante de 12.022 torcedores na Arena Mall, e levantou a taça do torneio pela primeira vez na história. Com 28 pontos, o armador Dennis Schröder, do Toronto Raptors, liderou os alemães rumo à conquista, ao lado de Franz Wagner, consistente ao longo dos 40 minutos com 19 pontos, sete rebotes e duas assistências.

As duas seleções finalistas chegaram à decisão bastante empolgadas. Nas semifinais, a Alemanha derrotou os sempre favoritos Estados Unidos, não com o time principal, mas com jogadores da NBA, enquanto a Sérvia bateu o Canadá, também candidato ao título. As equipes americanas eram as que mais tinham jogadores da NBA em seus grupos, mas tiveram de se contentar em disputar o terceiro lugar, que ficou com os canadenses após vitória por 127 a 118 mais cedo, também neste domingo.

A Sérvia chegou à final mesmo sem sua principal arma, Nikola Jokic, atual campeão da NBA com o Denver Nuggets e MVP das finais, que preferiu descansar nas férias a defender a seleção nacional. Na ausência do grande astro, Bogdan Bogdanovic, ala-armador do Atlanta Hawks, assumiu o protagonismo na ótima campanha dos sérvios, que também buscavam o título inédito. Em 2014, disputaram a final com os Estados Unidos e foram vice-campeões.

Na decisão deste domingo, Bogdanovic até teve seus bons momentos e contribuiu com cinco assistências e três rebotes, além de ter feito 17 pontos, quatro a menos que Aleska Avramovic, cestinha da Sérvia no jogo, com 21, mas não conseguiu ser o herói que sua seleção precisava. Diferentemente de Schröder, decisivo quando a Alemanha precisou.

A primeira metade terminou empatada em 47 a 47. Nos 20 minutos seguintes, os sérvios tiveram de jogar sem Ognjen Dobric, peça importante para a defesa, por causa de uma torção no tornozelo. A Alemanha se aproveitou da situação, com um ótimo fluxo ofensivo combinado a uma forte marcação, personalizada em Johannes Voigtamn, certeiros para frear Nikola Milutinov nos embates 1 x 1.

Os alemães foram para o último quarto com uma vantagem de 12 pontos, mas viram a Sérvia reagir, diminuindo para 71 a 64 a pouco mais de sete minutos para o fim. Numa cesta de três pontos de Avramovic, a diferença caiu para 73 a 69. Avramovic continuou pontuando, acertando arremessos consecutivos para deixar ao placar em 78 a 75. A chance de empate foi de Marko Guduric, que errou o arremesso e permitiu a Alemanha a construção da uma vantagem maior. Guduric se redimiu marcando para 79 a 77, só que Schroeder fez uma bandeja para ampliar a diferença para 81 a 77, antes de guardar de novo e fechar em 83 a 77.

Top 5

Logo depois da final, a Federação Internacional de Basquete (FIBA) anunciou os integrantes do Top 5 do campeonato. A lista é formada por Dennis Schröder (Alemanha), Shai Gilgeous-Alexander (Canadá), Anthony Edwards (Estados Unidos), Bogdan Bogdanovic (Sérvia) e Luka Doncic (Eslovênia).

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade