PUBLICIDADE

George Russell não se intimida com Verstappen: 'Corri contra o maior'

Piloto inglês que não se intimida com a possível chegada de Verstappen na Mercedes

5 jun 2024 - 06h50
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
George Russell acredita que, mais cedo ou mais tarde, terá a sua chance de lutar pelo Mundial de Pilotos. Ele, além de Leclerc e Norris, sonha em vencer mas não teve a chance de lutar por campeonatos.
George Russell não se intimida com Verstappen: 'Corri contra o maior':

George Russell reconhece o péssimo momento da Mercedes, que vem enfrentando problemas com o carro nas últimas três temporadas, e encontra-se perdida desde a mudança no regulamento de motores. Com a saída de Hamilton para a Ferrari, será que a hora de Russel chegou?

O jovem inglês acredita que, mais cedo ou mais tarde, terá a sua chance de lutar pelo Mundial de Pilotos, independente de quem seja o seu companheiro de equipe no futuro, já que a Mercedes ainda não definiu quem irá substituir Lewis Hamilton – e vários nomes pipocam no paddock, entre eles o do tricampeão Max Verstappen.

George Russell fica indiferente quando perguntado sobre ter Max Verstappen como companheiro de equipe e disse o seguinte para o jornal Daily Mail: “Eu não me intimidaria de correr ao lado de Max Verstappen, nem me intimidaria se ele corresse conosco. Tive o maior desafio de entrar na Mercedes contra Hamilton, o maior piloto de todos os tempos, estatisticamente, tanto em classificação quanto em corrida, e tive um desempenho melhor que o dele. É tudo o que posso fazer. Max pode tirar um ano de folga em 2026 e ver qual é a melhor equipe para escolher por qual correr. Eu não ficaria surpreso se ele fizesse isso. Lembre-se, 2026 é uma loteria. Ninguém sabe realmente o que vai acontecer”.

Além de Russel, outros jovens talentos estão na F1 já há alguns anos, mas ainda não tiveram chances de brigar pelo título, como os pilotos Lando Norris e Charles Leclerc, dois pilotos citados por Russel .

“Acredito que teremos nossa chance. Agora é a chance do Max, mas nos primeiros seis anos não foi, o que foi frustrante para ele. Por isso, tenho de continuar trabalhando duro e não perder a motivação, porque você não sabe quando essa chance virá. Lando [Norris], Charles [Leclerc] e eu vencemos corridas, mas nenhum de nós teve a chance de lutar por campeonatos”, concluiu Russel.

E você, acha que Russell pode brigar um dia pelo título de campeão da Fórmula 1?

Assista ao vídeo com comentário de Charley Gima.

(*) Charley Gima é jornalista, produtor musical e criador do canal Fórmula FuteRock

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade